19 nov

Abertura dos Mercados – 19 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.129,00 +0,23% | Bovespa: 107.155 +0,59% | Petróleo WTI: 56,55 -1,03% | USD/BRL: 4.207,50 -0,26%

Os mercados acionários externos operam com viés positivo nesta manhã de terça-feira. As atenções do mercado se voltam para o imbróglio que envolve as negociações comerciais entre Estados Unidos e a China Enquanto jornais chineses noticiaram que o governo do país se mantém pessimista em relação às chances de um acordo, em face à resistência dos Estados Unidos em reverter tarifas de importação já impostas, o departamento de comércio norte-americano emitiu ontem uma nova licença temporária de 90 dias à Huawei, permitindo transações entre a chinesa e empresas americanas. Na Ásia, o índice de Shanghai encerrou o dia com ganho de 0,85% e o Nikkei japonês fechou em queda de 0,53%. Na Europa, a ausência de indicadores econômicos relevantes desvia o foco para o cenário eleitoral do Reino Unido, onde ocorrerá na noite de hoje o primeiro grande debate da eleição geral do país, entre Boris Johnson e Jeremy Corbyn. Neste momento, o CAC francês avança 0,23%, o DAX alemão sobe 0,88% e o FTSE de Londres se valoriza 1,14%. Nos Estados Unidos, o futuro do S&P opera com ganho de 0,23%. Na agenda do país, serão conhecidos hoje os dados sobre a construção de moradias em outubro. No Brasil, o impasse nas negociações entre Estados Unidos e China penalizou o Real, levando o Dólar comercial a ultrapassar a barreira dos R$ 4,20 e fechar o dia de ontem em seu maior valor nominal desde a implantação do Plano Real, seguindo a trajetória de alta que se iniciou no início do mês. No front macroeconômico, as atenções se voltam para a participação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em audiência pública no CAE do Senado, gerando a expectativa da indicação de possíveis pistas sobre o rumo dos juros básicos do país e a atuação da autoridade monetária no mercado de câmbio.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) o Valor Bruto da Produção (VBP) pecuária do Brasil deverá somar R$ 234,5 bilhões neste ano, crescimento de 7,2% na comparação com o ano de 2018.
  • Ambev (ABEV3): Segundo noticiário Bernardo Pinto Paiva renunciou ao cargo de presidente da companhia, sendo substituído por Jean Jereissati Neto em 2020.
  • Banco do Brasil (BBAS3): O Banco do Brasil comunicou que Marcelo Serfaty renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração.
  • Cielo (CIEL3): A agência de classificação de risco Fitch revisou o rating da companhia de “BB+” para “BB”.
  • Hapvida (HAPV3): A companhia fechou acordo para adquirir carteira de 12 mil clientes da Agemed, com atuação no Estado de Santa Catarina, pelo valor de R$ 19 milhões.
  • Klabin (KLBN11): A companhia antecipou o pagamento ao BNDES de financiamento no valor de R$ 2,4 bilhões, usados no Projeto Puma I.
  • Petrobras (PETR4): A companhia anunciou ontem, após 53 dias, um reajuste médio de 2,7% nos preços da gasolina às distribuidoras.
  • Siderurgia: Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Alumínio (Abal) as importações de alumínio semimanufaturados pelo Brasil neste ano deverão somar 150 mil toneladas, alta de 36,4% na comparação anual.
  • Tenda (TEND3): O Conselho de Administração da companhia aprovou pagamento dividendos intermediários no montante de R$ 15,4 milhões, correspondendo ao valor de R$ 0,15 por ação.
  • Varejo: Segundo dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop) o faturamento do setor varejista brasileiro no período da Black Friday deverá somar R$ 3 bilhões, valor que representa uma alta nominal de 18% em relação ao mesmo período de 2018.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

18 nov

Abertura dos Mercados – 18 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.124,14 +0,19% | Bovespa: 108.160 +1,17% | Petróleo WTI: 57,56 -0,47% | USD/BRL: 4.183,00 -0,40%

Os mercados externos iniciam a semana com tom positivo. Na sexta-feira, feriado no Brasil, as bolsas nos Estados Unidos bateram novo recorde. As declarações do conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, de que a primeira fase do acordo com a China está “mais próxima”, contribuiu positivamente para o ambiente de risk-on da semana passada. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta alta de 0,19% e na Europa, o DAX alemão cai 0,10%, o FTSE inglês tem ganhos de 0,26% e o CAC francês se desvaloriza em 0,17%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou subindo 0,62% e o Nikkei terminou com elevação de 0,49%. No Brasil, a bolsa não funcionou na sexta-feira em função do feriado da Proclamação da República, mas os ADRs brasileiros acompanharam o bom humor externo e devem fazer o mercado subir hoje. Na sexta-feira, dia de máxima dos índices norte-americanos, as altas nos ADR de algumas companhias apresentaram forte desempenho: Petrobras +2,00%, Vale +2,32%, Itau +1,42%, Bradesco +1,52%, Ultrapar +2,27%, Suzano +2,41%, BRF + 0,77%, CSN +1,47%, Gerdau +1,38%, BB +0,81%.

Empresas e Setores

  • Banco BMG (BMGB11): O banco reportou lucro de R$ 66 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 20% na comparação anual.
  • BNDES: O banco obteve lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 68,7% sobre o mesmo período do ano passado.
  • BNDESPar: A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,1 bilhão no terceiro trimestre deste ano, alta de 3,4% na comparação com o mesmo período do ano passado.
  • Carrefour (CRFB3): A companhia informou que pretende investir R$ 2 bilhões no Brasil em 2020, priorizando a abertura de 20 unidades da bandeira Atacadão e a expansão do Carrefour Market e Minuto Carrefour.
  • Celesc (CLSC6): A companhia apurou lucro líquido de R$ 99,1 milhões no terceiro trimestre de 2019, valor que representa um crescimento de 135,6% em relação ao mesmo período de 2018.
  • Dasa (DASA3): A companhia obteve lucro atribuído aos sócios controladores de R$ 41,9 mi no terceiro trimestre deste ano, queda de 42,3% na comparação com o mesmo período do ano anterior.
  • Gerdau (GGBR4): A companhia confirmou a emissão de bonds no exterior no valor de US$ 500 milhões, com vencimento em 2030.
  • Invepar (IVPR3): A companhia registrou prejuízo atribuído aos sócios controladores de R$ 76,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, reduzindo em 5,8% a perda reportada um ano antes.
  • Light (LIGT3): Segundo noticiário, Ivan Monteiro foi indicado para o Conselho de Administração da empresa.
  • Mahle-Metal Leve (LEVE3): A companhia obteve lucro de R$ 69,3 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 25% na comparação anual.
  • MRV (MRVE3): O Conselho de Administração da companhia aprovou uma nova emissão de debêntures no valor de R$ 300 milhões.
  • NotreDame Intermédica (GNDI3): Segundo noticiário, a companhia planeja realizar uma oferta primária de ações no valor de R$ 3,3 bilhões, com o objetivo de para recompor caixa após a aquisição da Clinipam.
  • PDG (PDGR3): A companhia obteve prejuízo de R$ 123 milhões no terceiro trimestre deste ano, ampliando em 13,2% a perda reportada no mesmo intervalo de 2018.
  • Petrobras (PETR4): A companhia anunciou o início da produção de petróleo e gás natural por meio da plataforma P-68, localizada no pré-sal da Bacia de Santos, com capacidade de processamento diário de até 150 mil barris de óleo e compressão de até 6 milhões de metros cúbicos de gás natural.
  • Sabesp (SBSP3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,2 bilhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 113,9% acima do lucro apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • SLC Agrícola (SLCE3): A companhia estima que sua área plantada na safra 2019/20 deverá somar 449,5 mil hectares, queda de 1,9% na comparação com a safra anterior.
  • Votorantim: A companhia reportou prejuízo de R$ 458 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo o lucro líquido de R$ 112 milhões registrado no mesmo período de um ano atrás.
  • Walmart: A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de US$ 3,2 bilhões, alta de 92,3% na comparação anual.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

14 nov

Abertura dos Mercados – 14 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.090,38 -0,17% | Bovespa: 106.440 -0,15% | Petróleo WTI: 57,57 +0,79% | USD/BRL: 4.185,50 +0,25%

Os mercados externos operam com tom marginalmente negativo. Ontem, em entrevista à noite à rede Fox Business, o assessor de Comércio da Casa Branca, Peter Navarro, negou que as negociações entre os Estados Unidos e a China teriam chegado a um impasse. A novela da guerra comercial prossegue e deve seguir gerando volatilidade nos mercados. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta queda de 0,17% e na Europa, o DAX alemão cai 0,43%, o FTSE inglês tem perdas de 0,40% e o CAC francês se desvaloriza em 0,08%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou subindo 0,16% e o Nikkei terminou com queda de 0,76%. No Brasil, hoje o presidente Jair Bolsonaro tem uma reunião bilateral agendada no Planalto com presidente da Rússia, Vladimir Putin. Ontem, a cúpula consolidou a melhora das relações do Brasil e China, com a assinatura de nove acordos. No âmbito corporativo, hoje saem os resultados da Braskem, Sabesp, Celesc, PDG, dentre outras companhias. Também serão realizadas as teleconferências de resultados da Hapvida, BR Malls, Anima, Centauro, EzTec, Aliansce, Randon, Natura, Vivara, Positivo, Qualicorp, Via Varejo e outras.

Empresas e Setores

  • Aliansce Sonae (ALSC3): A companhia registrou prejuízo de R$ 145,1 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo o lucro de R$ 47,2 milhões reportado no mesmo intervalo de 2018.
  • Alupar (ALUP11): A companhia obteve lucro de R$ 212,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 25,4% acima do ganho apurado no mesmo trimestre do ano passado.
  • Arcos Dorados: A companhia registrou lucro líquido de US$ 24,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 6,4% na comparação anual. A companhia informou que as vendas no Brasil somaram US$ 346,2 milhões no terceiro trimestre, alta de 11,6% na comparação com o registrado no mesmo período de 2018.
  • BR Malls (BRML3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 258,4 milhões, ampliando em 180,2% o lucro apurado no mesmo período de 2018.
  • Cemig (CMIG3): A agência de classificação de risco Fitch elevou o rating da companhia em escala global para “BB-” alterando a perspectiva da nota para estável.
  • CVC (CVCB3): O Conselho de Administração da Companhia aprovou a eleição de Maurício Montilha para os cargos de Diretor Executivo de Finanças e Diretor de Relações com Investidores.
  • Dommo Energia (DMMO3): A companhia registrou prejuízo de R$ 98,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, reduzindo em 70% a perda obtida no mesmo trimestre do ano passado.
  • Equatorial (EQTL3): O Conselho de Administração da companhia aprovou a emissão de R$ 150 milhões em notas promissórias.
  • Fertilizantes Heringer (FHER3): A companhia estima que o consumo de adubos no Brasil deverá somar 36 milhões de toneladas neste ano, resultado 1,4% acima do registrado em 2018.
  • Hapvida (HAPV3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 215,9 milhões, resultado 13,5% acima do registrado no mesmo trimestre de 2018.
  • Itaú (ITUB3): O banco confirmou a emissão de notas subordinadas no valor total de US$ 750 milhões.
  • Light (LIGT3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre deste ano, resultado 253 vezes acima do lucro apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • Metisa (MTSA4): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 4,7 milhões, queda de 225 na comparação anual.
  • MRV (MRVE3): A companhia estima que os desembolsos com compra de terrenos neste ano irão ultrapassar R$ 700 milhões, frente desembolso de R$ 600 milhões em 2018.
  • Natura (NATU3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 68,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 48,4% na comparação anual.
  • Petrobras (PETR4): A companhia iniciou a fase vinculante referente a operação de venda de suas participações em duas concessões terrestres localizadas no estado do Amazonas.
  • Randon (RAPT4): A companhia registrou lucro líquido de R$ 78,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, ampliando em 88,6% o ganho apurado no mesmo trimestre do ano passado.
  • Taesa (TAEE11): A companhia registrou lucro líquido de R$ 357,8 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 21,4% na comparação anual. O Conselho de Administração da companhia aprovou o pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio aos acionistas nos respectivos valores de R$ 0,35 e R$ 0,18 por unit.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

13 nov

Abertura dos Mercados – 13 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.082,12 -0,32% | Bovespa: 106.400 -0,46% | Petróleo WTI: 56,66 -0,25% | USD/BRL: 4.176,50 +0,05%

O tom dos mercados nessa quarta-feira é mais negativo. Apesar da queda de hoje, esse ano o índice S&P 500 em NY fez 19 máximas históricas, igualando o feito conquistado ano passado. O recuo recente, como observado hoje nos futuros norte-americanos é reflexo de uma frustração com o discurso de Trump realizado ontem. Quando todos esperavam um tom mais pacífico, Trump voltou a dizer que a China manipula seu câmbio e que pode promover elevação adicional nas tarifas sobre produtos chineses caso as negociações fracassem. No âmbito corporativo, são esperados para hoje os números trimestrais da Cisco Systems, Hewlett Packard Enterprise e Foxconn. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta queda de 0,32% e na Europa, o DAX alemão cai 0,67%, o FTSE inglês tem perdas de 0,36% e o CAC francês se desvaloriza em 0,34%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou caindo 0,33% e o Nikkei terminou com queda de 0,85%. No Brasil, o foco são as reformas. A equipe econômica quer começar pela reforma administrativa, mas atrasou o envio em mais uma semana e a PEC emergencial, que o Governo esperava aprovar ainda este ano, começa a ficar sem tempo hábil. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, tem mostrado residências e já declarou algumas vezes que tem preferência em dar prioridade à reforma tributária. Hoje saem os resultados da BR Malls, Hapvida, Eztec, Aliansce, Linx, Natura, Via Varejo, Helbor e Cemig, dentre outras companhias.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo dados divulgados pelo IBGE os abates de bovinos sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária no Brasil somaram 8,3 milhões de cabeças no terceiro trimestre deste ano, alta de 4% na comparação trimestral e de 0,5% na comparação anual. Os abates de suínos somaram 11,6 milhões de cabeças no terceiro trimestre, altas de 2,4% ante o segundo trimestre e de 0,8% na comparação com o terceiro trimestre de 2018. Os abates de frangos atingiram 1,4 bilhão de cabeças de frangos, com altas de 3,3% na comparação trimestral e de 3,1% na comparação anual.
  • Agronegócio: Segundo noticiário a LongPing High-Tech, líder no mercado de arroz híbrido, vegetais e milho na China, pretende investir R$ 40 milhões para ampliar sua unidade de produção de sementes localizada na cidade de Paracatu, no Estado de Minas Gerais.
  • Biosev (BSEV3): A companhia obteve prejuízo de R$ 304,3 milhões no terceiro trimestre deste ano, ampliando em 95,6% a perda registrada no mesmo trimestre do ano passado.
  • C&A (CEAB3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 820,7 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 20,9% abaixo do ganho apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • Caixa Econômica: O banco encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido contábil de R$ 8,0 bilhões, alta de 66,7% na comparação com o mesmo período de 2018.
  • Copel (CPLE3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 613,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 42,4% na comparação anual.
  • CPFL Energia (CPFE3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 676,9 milhões, alta de 22,3% na comparação anual.
  • Equatorial (EQTL3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 548,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 116% na comparação anual.
  • Eucatex (EUCA4): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido atribuído aos sócios controladores no valor de R$ 19,8 milhões, ampliando em cerca de sete vezes o ganho apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • Fertilizantes Heringer (FHER3): A companhia registrou prejuízo de R$ 135,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, reduzindo em 15,8% a perda registrada no mesmo trimestre do ano passado.
  • Fras-le (FRAS3): A companhia registrou lucro de R$ 13,1 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 24,7% na comparação com o resultado obtido no mesmo trimestre de um ano antes.
  • Hypera (HYPE3): A companhia informou que a gestora CWI elevou para 5,05% a participação no seu capital social.
  • Magazine Luiza (MGLU3): A companhia teve a ação precificada em R$ 43,00, no âmbito da realização de sua oferta subsequente (follow on), movimentando cerca de R$ 4,7 bilhões com a operação.
  • Minerva (BEEF3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com prejuízo de R$ 82,7 milhões, reduzindo em 37,3% o resultado negativo registrado no mesmo trimestre de 2018.
  • Movida (MOVI3): A companhia informou que pretende abrir até março de 2020 cinco lojas para atendimento a motoristas de aplicativos em quatro cidades da região Sudeste.
  • MRV (MRVE3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 160 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 8% na comparação anual. A companhia informou ainda que pagará dividendos aos acionistas no valor de R$ 0,37 por ação.
  • Multiplan (MULT3): A companhia passou a deter participação equivalente a 100% no shopping Santa Úrsula, localizado no Estado de São Paulo, após o pagamento de R$ 28,5 milhões.
  • NotreDame Intermédica (GNDI3): A Superintendência-Geral do Cade aprovou a aquisição do Grupo Ghenlfond pela companhia, em operação anunciada em julho pelo montante de R$ 240 milhões.
  • Petrobras (PETR4): A companhia iniciou a etapa de divulgação de oportunidade (teaser) para venda de 100% da sua participação na Petrobras Uruguay Distribuición (PUDSA).
  • Profarma (PFRM3): A companhia registrou prejuízo de R$ 37 mil no terceiro trimestre deste ano, reduzindo a perda de R$ 7,5 milhões reportada no mesmo intervalo de 2018.
  • Raízen Energia: A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 79,6 milhões, revertendo a perda de R$ 71,5 milhões reportada no mesmo trimestre de 2018.
  • Rodovias Tietê: Segundo noticiário a concessionária entrou com pedido de recuperação judicial e busca renegociar R$ 1,5 bilhão em dívidas.
  • Telebras (TELB4): A companhia informou que Antônio Mendonça de Toledo Lobato renunciou aos cargos de diretor administrativo financeiro e de RI.
  • Trisul (TRIS3):  A companhia registrou lucro líquido de R$ 42,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 102% na comparação anual.
  • Tyson Foods: A companhia registrou lucro líquido de US$ 369 milhões no trimestre encerrado em setembro deste ano, resultado 31,3% abaixo do registrado no mesmo período do ano-fiscal anterior.
  • Varejo: Segundo dados do IBGE o volume de vendas no varejo brasileiro cresceu 0,7% no mês setembro, após ter registrado alta de 0,2% no mês anterior.
  • Wilson Sons (WSON33): A companhia registrou lucro líquido de R$ 14 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 9,5% na comparação anual.
  • Yduqs (YDUQ3): A companhia informou que Gustavo Artur Ciocca Zeno, foi destituído do cargo de diretor financeiro e de RI.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

12 nov

Abertura dos Mercados – 12 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.088,38 +0,03% | Bovespa: 108.340 -0,44% | Petróleo WTI: 57,11 +0,44% | USD/BRL: 4.166,50 +0,20%

O tom dos mercados nessa terça-feira é positivo. Na Europa, o indicador de confiança alemão Zew Economic sentimento index melhorou para -2,1 pontos, o maior nível em seis meses e bem acima das expectativas que apontavam para um número de -13,2 pontos, acima dos -22,8 pontos de outubro. Nos Estados Unidos, as atenções se voltam para o lançamento do serviço de streaming da Disney, que custará US$ 6,99 por mês e concorrerá com a Netflix e Amazon Prime. Ainda no campo corporativo, saem hoje os balanços do terceiro trimestre da Tyson Foods, Rockwell Automation, DR Horton, CBS, dentre outras companhias. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta alta de 0,03% e na Europa, o DAX alemão sobe 0,54%, o FTSE inglês tem ganhos de 0,34% e o CAC francês se valoriza em 0,19%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou subindo 0,17% e o Nikkei terminou com elevação de 0,81%. No Brasil, hoje em uma reunião agendada com os aliados, marcada no Palácio do Planalto para parte da tarde, o presidente Jair Bolsonaro deve deixar o PSL para criar um novo partido e o nome deve ser Aliança para o Brasil. Hoje saem os resultados da MRV, Copel, CPFL, Santos Brasil, Equatorial e Eletrobras.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia, o volume das exportações do agronegócio no Brasil cresceu 6% nos primeiros sete meses deste ano ante o mesmo período de 2018. Na mesma base de comparação, a receita das exportações somou US$ 72 bilhões no acumulado de janeiro a setembro, queda de 4%.
  • Anima Educação (ANIM3): A companhia obteve prejuízo de R$ 2,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, reduzindo em 85,16% o resultado negativo reportado no mesmo período de 2018. O Conselho de Administração da companhia aprovou uma nova emissão de debêntures no valor de R$ 350 milhões.
  • Banco Pine (PINE4): O banco obteve prejuízo de R$ 24 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo o ganho de R$ 5 milhões obtido no mesmo trimestre de 2018. O banco informou a assinatura de contrato de parceria com a HUB FinTech para acelerar serviços digitais para os clientes.
  • BR Distribuidora (BRDT3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,3 bilhão, valor 23,9% acima do apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • CCR (CCRO3): O Conselho de Administração da companhia aprovou uma nova emissão de debêntures de sua controlada CPC no valor de até R$ 700 milhões.
  • Combustíveis: Segundo dados divulgados pela Única as vendas de etanol pelas usinas da região Centro-Sul do Brasil às distribuidoras atingiram o recorde de 2,1 bilhões de litros no mês de outubro, alta de 3,9% na comparação com o mesmo mês de 2018.
  • Cosan (CSAN3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 818,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado aproximadamente 18 vezes acima do ganho apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • CPFL Renováveis (CPRE3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 123,8 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 2,3% na comparação anual.
  • Cyrela Commercial (CCPR3): A companhia encerou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 25,3 milhões, revertendo o resultado negativo de R$ 7,2 milhões obtido no mesmo trimestre de 2018.
  • Eletrobras (ELET3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 716 milhões, revertendo o resultado negativo de R$ 2,2 bilhões reportado no mesmo trimestre de 2018. A companhia informou ainda que seus acionistas aprovaram por voto à distância um aumento de capital de até R$ 10 bilhões.
  • Equatorial (EQTL3): A companhia informou que o banco Itaú passou a deter participação equivalente a 9,9% do capital social.
  • Itaúsa (ITSA4): A companhia registrou lucro líquido recorrente de R$ 2,5 bilhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 6% na comparação anual.
  • Marfrig (MRFG3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 100,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo a perda de R$ 126,3 milhões reportada no mesmo trimestre de 2018.
  • PetroRio (PRIO3): A companhia informou que sua produção diária no mês de setembro atingiu a média de 23 mil barris de óleo equivalente (boepd), alta de 13,10%.
  • Rumo (RAIL3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 369 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 61,2% na comparação anual.
  • Sanepar (SAPR11): A companhia registrou lucro líquido de R$ 243,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 84,5% na comparação anual.
  • São Carlos (SCAR3): A companhia anunciou a aquisição de participação equivalente a 62% do Edifício Morumbi Office Tower, localizado no Estado de São Paulo, pelo valor de R$ 147 milhões.
  • São Martinho (SMTO3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 61,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 5,9% maior do que o reportado no mesmo período de 2018.
  • Vale (VALE3): A companhia informou que suas vendas de minério de ferro e pelotas neste ano deverão cair ao menos 14,7% na comparação com 2018.
  • Valid (VLID3): O Conselho de Administração da companhia aprovou a abertura de um novo programa de recompra de até 1 milhão de ações ordinárias, que representam 1,45% do total de ações em circulação.
  • Yduqs (YDUQ3): A companhia registrou lucro líquido proforma de R$ 158,8 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 18,3% na comparação anual.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

11 nov

Abertura dos Mercados – 11 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.079,12 -0,37% | Bovespa: 107.305 -0,55% | Petróleo WTI: 56,68 -0,98% | USD/BRL: 4.170,50 +0,04%

O tom dos mercados nesse início de semana é negativo. Nos Estados Unidos, hoje é o feriado do Dia dos Veteranos e apenas as bolsas funcionam em NY, afetando a liquidez global. A guerra comercial entre Estados Unidos e China segue no radar dons investidores. Na sexta-feira, Donald Trump negou ter concordado em remover as tarifas impostas à China e acabou impactando os mercados. Na América Latina, Evo Morales renunciou ontem à presidência da Bolívia. Morales foi reeleito no primeiro turno para seu quarto mandato, mas houve confusão no processo de contagem dos votos com evidencias apontando para uma fraude eleitoral que gerou uma explosão de protestos em todo país. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta baixa de 0,37% e na Europa, o DAX alemão cai 0,42%, o FTSE inglês tem perda de 1,20% e o CAC francês se desvaloriza em 0,09%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou caindo 1,83% e o Nikkei terminou com perdas de 0,26%. No Brasil, o primeiro discurso de Lula no Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo, neste sábado, foi agressivo e sugeriu que os militantes voltem às ruas, seguindo o exemplo do Chile. Lula, mesmo em liberdade, é ficha suja e não pode ser candidato, mas os temores de sua influência para a corrida presidencial de 2022, já é uma preocupação do mercado.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo estimativa divulgada pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) as exportações brasileiras de carne bovina deverão encerrar o ano de 2019 com um crescimento anual de 10%.
  • Alpargatas (ALPA3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 58,5 milhões, reduzindo em 51,2% o ganho apurado no mesmo intervalo de 2018.
  • Ambev (ABEV3): A companhia anunciou que realizará investimento de cerca de R$ 600 milhões em um período de 15 anos visando a construção de uma usina eólica que abastecerá todas as suas fábricas na região Nordeste e as cinco cervejarias da marca Budweiser no Brasil.
  • Copasa (CPMG3): A companhia realizará o pagamento de juros sobre o capital próprio aos acionistas no montante de R$ 52,1 milhões, correspondendo ao valor de R$ 0,41 por ação.
  • General Shopping (GSHP3): O Conselho de Administração da companhia propôs o agrupamento de ações ordinárias na razão de 36 ações para 1.
  • Hapvida (HAPV3): A companhia anunciou a aquisição do Hospital das Clínicas de Paraupebas (HCP), localizado no Estado do Pará, pelo valor de R$ 16 milhões.
  • IMC (MEAL3): A companhia apurou lucro líquido de R$ 19,7 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 48,6% na comparação anual. A companhia informou ainda que realizará um programa de recompra de até 3,0% das ações em circulação e a intenção de abrir 415 novas lojas em 5 anos.
  • M. Dias Branco (MDIA3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 134,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 42,6% na comparação com o resultado apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • Marisa (AMAR3): A companhia realizou a contratação dos bancos Itaú BBA, Bradesco BBI, Bank of America e BB Banco de Investimento para assessorar uma eventual operação de captação de recursos, incluindo a oferta pública de ações ordinárias.
  • Petrobras (PETR4): Segundo noticiário a companhia pretende realizar no próximo ano uma operação para reduzir substancialmente sua participação na BR Distribuidora.
  • Sinqia (SQIA3): A companhia comunicou que Fabrício de Carvalho Gomes renunciou ao cargo de diretor financeiro, sendo substituído por Tiago Almeida Ribeiro da Rocha.
  • Syngenta: A companhia anunciou a entrada de Pedro Parente no Conselho de Administração.
  • Tecnisa (TCSA3): A companhia registrou prejuízo de R$ 52 milhões no terceiro trimestre deste ano, reduzindo em 29% o resultado negativo reportado no mesmo trimestre de 2018.
  • Tegma (TGMA3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 91,3 milhões no terceiro trimestre de 2019, resultado que representa quase o triplo dos R$ 31,1 milhões apurados no mesmo trimestre de 2018.
  • Wilson Sons (WSON33): A companhia divulgou que a movimentação de cargas em seus terminais portuários no mês de outubro registrou queda de 6,7% frente ao mesmo mês de 2018.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

8 nov

Abertura dos Mercados – 08 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.083,12 -0,09% | Bovespa: 108.980 -0,88% | Petróleo WTI: 56,31 -1,47% | USD/BRL: 4.125,50 +0,53%

Após uma sequência de vários pregões positivos, os mercados chegam ao último dia da semana com um viés marginalmente negativo. Na China, os dados de importação e exportação superaram as expectativas dos analistas. As exportações em setembro caíram 0,9% frente ao mês anterior, acima da queda de 3,5% prevista. As importações tiveram um recuo de 6,9%, também superior à queda de 8,5% apontada como consenso. O Alibaba, empresa mais valiosa da China, está preparando uma oferta secundária de ações no mercado de Hong Kong. O objetivo é levantar um valor próximo de US$ 15 bilhões. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta baixa de 0,09% e na Europa, o DAX alemão cai 0,24%, o FTSE inglês tem perda de 0,30% e o CAC francês se desvaloriza em 0,18%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou caindo 0,49% e o Nikkei terminou com ganhos de 0,26%. No Brasil, o destaque do dia é a decisão do STF em alterar sua jurisprudência, passando a considerar ilegal a antecipação do cumprimento de pena de prisão após condenação em 2ª instância. Em entrevista ao Valor, o presidente da Camara, Rodrigo Maia, disse que a reforma tributária será prioridade, afirmando que se trata de uma reforma decisiva para o país voltar a crescer.

Empresas e Setores

  • ArcelorMittal: A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com prejuízo de US$ 539 milhões, revertendo o lucro de US$ 899 milhões obtido no mesmo trimestre de 2018.
  • Aviação: Segundo dados divulgados pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) o tráfego aéreo global de passageiros no mês de setembro registrou alta de 3,8% na comparação com o mesmo mês de 2018. Na mesma base de comparação, a capacidade ofertada pelas empresas aéreas cresceu 3,3%, enquanto a taxa de ocupação obteve um incremento de 0,4 ponto percentual, atingindo 81,9%.
  • B3 (B3SA3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 719,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 54,6% na comparação anual.
  • BR Properties (BRPR3): A companhia realizou a venda de 12 imóveis comerciais nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo pelo valor total de R$ 610,2 milhões.
  • Burger King (BKBR3): A companhia registrou lucro líquido R$ 5,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 79,8% na comparação anual. A companhia informou que Guilherme de Araújo Lins renunciou ao cargo de presidente do Conselho de Administração, sendo substituído por Marcos Grodetzky.
  • Construção Civil: Segundo dados do IBGE o Índice Nacional de Construção Civil no mês de outubro registrou alta mensal de 0,19%, contribuindo para uma alta acumulada no ano de 3,69%.
  • CVC (CVCB3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 73,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 9,7% abaixo do ganho apurado no mesmo intervalo de 2018. A companhia informou ainda que Leonardo Saboya deixou o cargo de Diretoria de Finanças e RI.
  • Cyrela (CYRE3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 104,3 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo o resultado negativo de R$ 121 milhões reportado no mesmo período de 2018.
  • Eletrobras (ELET3): A companhia informou que a gestora 3G Radar passou a deter participação equivalente 9,84% do total de ações preferenciais.
  • Energia: Segundo dados divulgados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) o consumo de energia no Brasil no mês de outubro somou 65 gigawatts (GW) médios, alta de 3% na comparação com o mesmo mês de 2018.
  • Energisa (ENGI11): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 34,5 milhões, reduzindo em 85,8% o lucro apurado no mesmo intervalo de 2018. O Conselho de Administração da companhia aprovou o pagamento de dividendos intercalares no valor total de R$ 56,6 milhões.
  • Eneva (ENEV3): A companhia fechou acordo de exclusividade para potencial aquisição de 75% de um projeto termelétrico a gás natural em parceria com uma companhia global de energia com concessões offshore no Brasil.
  • Gafisa (GFSA3): A companhia obteve prejuízo de R$ 1,6 milhão no terceiro trimestre deste ano, reduzindo a perda de R$ 26,2 milhões registrada no mesmo intervalo de 2018.
  • Iguatemi (IGTA3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 86,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 32,5% na comparação anual.
  • Itaú (ITUB3): Segundo noticiário o Carf manteve uma cobrança de Imposto de Renda (IRPJ) e CSLL do banco no valor de R$ 1,1 bilhão referente ao aproveitamento de ágio gerado na operação de fusão com o Unibanco.
  • JSL (JSLG3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 66,1 milhões no terceiro trimestre, alta de 22,4% frente ao resultado reportado no mesmo trimestre de 2018.
  • Marisa (AMAR3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com prejuízo de R$ 76 milhões, elevando em 43% o resultado negativo reportado no mesmo trimestre de 2018.
  • Ser Educacional (SEER3): A companhia registrou lucro líquido ajustado de R$ 36,1 milhões no terceiro trimestre, queda de 18,8% em relação ao mesmo período do ano passado.
  • SulAmérica (SULA11): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 245,4 milhões, alta de 4,6% na comparação anual.
  • Tenda (TEND3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 64,6 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 0,3% frente ao resultado apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • Triunfo (TPIS3): A companhia reportou prejuízo de R$ 70,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, reduzindo em 24,6% o resultado negativo obtido no mesmo trimestre de 2018.
  • Unidas (LCAM3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 86,5 milhões, alta de 43,8% na comparação anual.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

7 nov

Abertura dos Mercados – 07 – Novembro – 2019

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.086,12 +0,35% | Bovespa: 109.295 +0,35% | Petróleo WTI: 57,09 +1,31% | USD/BRL: 4.075,50 -0,18%

Os mercados externos seguem em tom positivo e bolsas sobem ao redor do mundo. Os olhares dos investidores acompanham de perto a evolução das negociações de trégua entre os Estados Unidos e China. Apesar do bom humor do mercado, a European Union Comission cortou as perspectivas de crescimento e inflação para a Europa. O crescimento do PIB da região em 2021 deve ficar perto de 1,2% e a inflação em 1,3%, abaixo da meta do BCE de 2%. Nesse momento, o índice futuro americano S&P apresenta alta de 0,35% e na Europa, o DAX alemão sobe 0,68%, o FTSE inglês tem elevação de 0,35% e o CAC francês se valoriza em 0,16%. Na Ásia, o índice de Shanghai fechou subindo 0,02% e o Nikkei terminou com ganhos de 0,11%. No Brasil, hoje acontecerá a 6ª Rodada do leilão de campos de petróleo com a oferta de cinco blocos no pré-sal e bônus de assinatura considerados mais amigáveis, que somam R$ 7,8 bilhões. Ontem, o leilão realizado frustrou as expectativas e a arrecadação para o governo foi inferior ao previsto. No entanto, para a Petrobras, pode ter sido um grande negócio. A companhia pagou R$63 bilhões para ficar com os campos de Búzios e Itapu. Em Búzios, a estatal liderou o consorcio com 90% de participação, tendo as chinesas CNOOC e CNODC como sócias com 5% cada.

Empresas e Setores

  • Aliansce Sonae (ALSC3): A companhia informou que a Sierra Brazil 1 reduziu para 7,03% a participação no total de ações.
  • Banco Daycoval: O banco obteve lucro líquido de R$ 268,3 milhões no terceiro trimestre de 2019, alta de 38,2% frente ao mesmo período do ano passado.
  • Banco do Brasil (BBAS3): O banco fechou acordo de parceria com o UBS para a formação de uma joint venture com atuação em atividades de banco de investimentos e de corretora de títulos e valores mobiliários. O banco informou ainda que seu Conselho Diretor aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio no valor de R$ 0,36 por ação.
  • Banco Inter (BIDI4): O banco registrou lucro líquido de R$ 11,8 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 38,1% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O banco anunciou ainda a assinatura de um acordo para adquirir 70% da gestora DLM pelo valor de R$ 49 milhões.
  • Carrefour (CRFB3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 430 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 21,1% na comparação anual.
  • Comgás (CGAS5): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 437,8 milhões; resultado 2,4 vezes acima do ganho apurado no mesmo intervalo de 2018.
  • Guararapes (GUAR3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 67,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 18,5% na comparação anual.
  • Iochpe-Maxion (MYPK3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 124,8 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 33,5% acima do lucro reportado no mesmo período de 2018.
  • IRB (IRBR3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 392,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 28,9% na comparação com o resultado apurado no mesmo período do ano passado. A companhia realizará o pagamento de juros sobre o capital próprio no montante bruto de R$ 198,4 milhões, correspondendo ao valor de R$ 0,21 por ação.
  • JBS (JBSS3): A companhia informou que sua controlada Seara Alimentos adquiriu o Frigorífico Marba, localizado no Estado de São Paulo.
  • Klabin (KLBN11): A companhia realizou a contratação de uma linha de financiamento de até R$ 3 bilhões junto ao BNDES para a execução do projeto Puma II, que irá expandir sua capacidade no segmento de papéis para embalagem.
  • Movida (MOVI3): A companhia encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido recorde de R$ 60 milhões, valor que representa um crescimento de 46% frente ao ganho apurado no mesmo trimestre de 2018.
  • Natura (NATU3): O Cade aprovou, sem restrições, a reestruturação societária e a aquisição da Avon Products pela companhia.
  • NotreDame Intermédica (GNDI3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 99,7 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 5,9% na comparação anual.
  • Outback: A rede de restaurantes informou que as vendas no Brasil no terceiro trimestre deste ano registraram um crescimento de 11,2% na base de comparação anual, enquanto o volume de clientes avançou 10% e o gasto por cliente subiu 0,8%.
  • Petrobras (PETR4): A companhia anunciou que o grupo formado pela Copagaz, Itaúsa e Nacional Gás Butano apresentou oferta final no valor de R$ 3,7 bilhões para aquisição da Liquigás.
  • São Carlos (SCAR3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 5,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 58,8% na comparação com o lucro reportado no mesmo período de 2018. O Conselho de Administração da companhia aprovou o pagamento de dividendos no montante total de R$ 16,9 milhões, correspondendo ao valor de R$ 0,30 por ação.
  • Supermercados: Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) as vendas reais do setor supermercadista no Brasil no mês de setembro registraram queda de 4,9% na comparação mensal e crescimento de 1,8% na comparação com o registrado no mesmo mês de 2018.
  • Totvs (TOTS3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 87,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, resultado 138,4% acima do lucro reportado no mesmo trimestre de 2018. A companhia comunicou ainda a conclusão da operação de venda da Bematech International Corporation para a Reason Capital Group pelo montante de US$ 5,0 milhões.
  • Ultrapar (UGPA3): A companhia obteve lucro líquido consolidado de R$ 321 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 1,0% na comparação anual.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.