Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.027,88 -0,70% | Bovespa: 94.500 -0,21% | Petróleo WTI: 37,24 -2,03% | USD/BRL: 5.297,00 -0,99%

Os mercados financeiros globais operam em queda nesta manhã de quinta-feira, com altas recordes em sete estados americanos nas contaminações pelo coronavírus assustando os mercados mundiais. Na Ásia o Nikkei japonês fechou caindo 1,22%, enquanto na China um feriado local deixou os mercados financeiros fechados. Nos Estados Unidos, o índice futuro S&P aponta para abertura em queda de 0,70% e no país hoje a agenda é cheia, com as divulgações das encomendas de bens duráveis de maio, os pedidos de auxílio-desemprego semanais e a terceira estimativa para o PIB do primeiro trimestre. Na Europa as bolsas operam sem direção definida, com o FTSE de Londres se desvalorizando 0,32%, o DAX alemão operando ao redor da estabilidade e o CAC francês avançando 0,13%. Na região, destaque na agenda para a divulgação da ata da reunião de política monetária do Banco Central Europeu. No Brasil, tivemos aumento significativo de casos novos de coronavírus em meio ao processo e reabertura da economia. No front macroeconômico, o Banco Central publicou hoje pela manhã o Relatório Trimestral de Inflação, piorando a projeção para o PIB de 2020 para queda de 6,4% devido ao avanço da pandemia do Covid-19. Na agenda do dia, teremos também o IPCA-15 de junho e a entrevista do presidente do BC, Roberto Campos Neto, e do diretor de Política Econômica, Fabio Kanczuk. No front corporativo e setorial tivemos ontem a aprovação no Senado, por 65 votos a 13, do novo marco do saneamento básico, impactando positivamente as ações do setor.

Empresas e Setores

  • Banco do Nordeste: O banco aprovou a eleição para presidente de Romildo Carneiro Rolim, substituído em junho por Alexandre Borges Cabral, como parte do acordo do governo com o Centrão.
  • Cielo (CIEL3): A companhia realizará a recompra de até 2,59 milhões de ações em circulação no mercado, entre hoje e o dia 03 de julho.
  • Construção: A Inter Construtora e Incorporadora informou nesta que está avaliando realizar uma oferta pública de ações.
  • CVC (CVCB3): A companhia informou que Jacques Douglas Varaschim renunciou ao cargo de Diretor.
  • Eneva (ENEV3): A companhia informou que promoverá a emissão de R$ 650 milhões em debêntures simples.
  • Engie Brasil (EGIE3): A companhia encerrou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de R$ 512 milhões, queda de 9,5% na comparação anual.
  • Eucatex (EUCA4): A companhia registrou lucro líquido de R$ 44,8 milhões no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 2,95 vezes em relação ao mesmo período de 2019.
  • Oi (OIBR3): A companhia informou que a Goldentree Asset reduziu sua participação acionária para 4,68%.
  • Petrobras (PETR3): A companhia aprovou nomeação de Ruy Flaks Schneider para o Conselho de Administração e adiou em três meses, para 30 de setembro, a data limite para implementação de condições para acordo com Sete Brasil.
  • Porto Seguro (PSSA3): O Conselho de Administração da companhia aprovou o pagamento de R$ 192,1 milhões em juros sobre capital próprio, correspondendo ao valor de R$ 0,59 por ação.
  • Sabesp (SBSP3): Segundo noticiário, a companhia assinará acordo com a prefeitura de Cotia, no estado de São Paulo, visando a renovação do contrato de prestação de serviços de água e esgoto com previsão de investimentos de R$ 952 milhões.
  • Tegma (TGMA3): A companhia renovou 2 contratos da divisão de logística integrada com multinacionais de Eletrodomésticos e Químicos.
  • Usiminas (USIM5): O Conselho de Administração da companhia aprovou a reestruturação da subsidiária Usiminas Mecânica (Umsa), que passará apenas a prestar serviços para a Usiminas e suas controladas.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.