Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.364,12 -0,11% | Bovespa: 100.950 +0,54% | Petróleo WTI: 42,09 -0,36% | USD/BRL: 5.393,00 +0,41%

Os mercados financeiros globais operam em queda nesta manhã de sexta-feira, com temores de uma segunda onda de Covid-19 na Europa se espalhando, quando o Reino Unido impôs uma quarentena a viajantes da França e da Holanda. A inquietação em Belarus e os temores de uma possível intervenção russa aumentam os nervos para derrubar as ações na Europa e pesar sobre os futuros norte-americanos também. Na Europa o DAX alemão, o CAC francês e o FTSE de Londres caem, respectivamente, 1,12%, 1,84% e 1,91% e nos Estados Unidos o índice futuro S&P aponta para abertura em leve queda de 0,11%. Na Zona do Euro dados de junho foram divulgados com superávit comercial aumentando devido queda de importações, além de PIB e emprego com quedas recordes. Nos Estados Unidos a agenda de indicadores é forte, com destaque para vendas no varejo e produção industrial, ambas de julho. Na Ásia, o mercado acionário da China fechou em alta diante de ganhos das empresas de consumo, uma vez que dados fracos reforçaram as expectativas de que o governo adotará mais medidas para alimentar a demanda doméstica. O índice de Shanghai fechou em alta de 1,19% e no Japão o Nikkei subiu 0,17%. No Brasil destaque na agenda para o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) e para o IGP-10 de agosto, além de live do Credit Suisse com o diretor de Política Monetária do BC, Bruno Serra. No front corporativo hoje o dia reserva diversas teleconferências de resultados de empresas do segundo trimestre, com destaque para Natura&Co, Energisa, Arezzo, Lojas Renner, B3, entre outras.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo dados divulgados pelo Departamento de Agronegócio (Deagro) da Fiesp, em conjunto com a associação CropLife Brasil, o Índice de Confiança do Agronegócio (ICAagro) encerrou o segundo trimestre deste ano com 111,7 pontos, alta de 11,3 pontos em relação aos três meses anteriores.
  • Arezzo (ARZZ3): A companhia encerrou o segundo trimestre do ano com prejuízo ajustado de R$ 31 milhões, ante os R$ 35,5 milhões positivos do mesmo período de 2019.
  • B2W (BTOW3): A companhia obteve prejuízo de R$ 74,6 milhões no segundo trimestre deste ano, reduzindo a perda de R$ 127,6 milhões reportada um ano antes.
  • B3 (B3SA3): A companhia obteve lucro recorrente de R$ 1,01 bilhão no segundo trimestre deste ano, alta de 28,9% ante a mesma etapa de 2019.
  • Banco Inter (BIDI11): O banco encerrou o segundo trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 2,7 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 8,4 milhões apurado no período do ano passado.
  • brMalls (BRML3): A companhia obteve prejuízo de R$ 619,7 milhões no segundo trimestre, revertendo lucro de R$ 425,3 milhões reportado no mesmo período de 2019.
  • Caixa Seguridade: A companhia firmou acordo com a Tempo visando a formação de uma nova companhia para explorar a rede de distribuição da Caixa Econômica Federal, Balcão Caixa, por 20 anos.
  • CCR (CCRO3): A companhia reportou prejuízo comparável de R$ 164,7 milhões no segundo trimestre deste ano, ante lucro de R$ 329,5 milhões obtido no mesmo trimestre de 2019.
  • Cia Hering (HGTX3): A companhia encerrou o segundo trimestre de 2020 com lucro líquido de R$ 126,8 milhões, alta de 211,8% em relação ao mesmo período do ano passado.
  • CPFL (CPFE3): A companhia encerrou o segundo trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 462 milhões, queda de 19% na comparação com o resultado apurado no mesmo trimestre de 2019.
  • Cyrela (CYRE3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 68 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 40,4% na comparação com o resultado registrado no mesmo período do ano passado.
  • Equatorial Energia (EQTL3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 387 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 22% na comparação com o resultado apurado no mesmo trimestre de 2019.
  • Estapar (ALPK3): A companhia registrou prejuízo de R$ 58 mil ao final do segundo trimestre de 2020, elevando a perda de R$ 13 mil registrada no mesmo intervalo do ano passado.
  • Grendene (GRND3): A companhia obteve prejuízo de R$ 44,4 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo lucro líquido de R$ 41,5 milhões apurado no mesmo trimestre do ano passado.
  • Hapvida (HAPV3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 278,6 milhões no segundo trimestre deste ano, elevando em aproximadamente 25% o resultado apurado no mesmo período do ano passado.
  • Indústria: Segundo pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Indicador de Desempenho da Pequena Indústria no Brasil fechou junho em 41,3 pontos, um pouco abaixo dos 41,8 pontos registrado em junho de 2019 e próximo da média histórica de 42,7 pontos.
  • Iochpe-Maxion (MYPK3): A companhia informou que fechará, até o fim do ano, a unidade de rodas de aço para veículos comerciais da Maxion Wheels em Ohio, nos Estados Unidos.
  • JBS (JBSS3): A companhia anunciou lucro líquido de R$ 3,38 bilhões no segundo trimestre deste ano, crescimento de 54,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. O Conselho de Administração da companhia aprovou o cancelamento de 62 milhões de ações mantidas em tesouraria, de forma que o capital social da empresa passará a ser dividido em 2,6 bilhões de ações ordinárias.
  • JHSF (JHSF3): A companhia apurou lucro líquido de R$ 254,7 milhões no segundo trimestre de 2020, alta de 5.028,1% na comparação com o resultado apurado no mesmo trimestre de 2019.
  • Meios de Pagamento: Segundo noticiário a Méliuz, empresa mineira de cupons e cashback, contratou bancos para coordenar uma possível oferta pública inicial de ações (IPO), com estimativa de realização até o final deste ano e que movimente algo em torno de R$ 800 milhões.
  • Natura&Co (NTCO3): A companhia obteve prejuízo de R$ 392 milhões no segundo trimestre, revertendo o resultado positivo de R$ 54 milhões obtido um ano antes.
  • Oi (OIBR3): A companhia encerrou o segundo trimestre deste ano com prejuízo de R$ 3,49 bilhões, elevando em 104% a perda obtida no mesmo trimestre de 2019.
  • Rumo (RAIL3): A companhia prepara uma oferta primária de até 317,25 milhões de ações ordinárias, sendo 235 milhões referentes à oferta inicial, e até 82,250 milhões em uma possível oferta adicional.
  • Sabesp (SBSP3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 378,2 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 16,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.
  • São Carlos (SCAR3): A companhia registrou lucro líquido recorrente de R$ 11,7 milhões no segundo trimestre deste ano, valor que representa um crescimento de 69,6% em relação ao mesmo trimestre de 2019.
  • Suzano (SUZB3): A companhia registrou prejuízo de R$ 2 bilhões no segundo trimestre deste ano, revertendo lucro de R$ 700 milhões apresentado no mesmo trimestre do ano passado.
  • Taurus Armas (TASA4): A companhia encerrou o segundo trimestre do ano com lucro líquido de R$ 39 milhões, queda de 10,6% ante o mesmo intervalo de 2019.
  • Terra Santa Agro (TESA3): A companhia, uma das maiores produtoras de grãos e fibras do Brasil, registrou prejuízo de R$ 11 milhões no segundo trimestre, elevando a perda de R$ 3,1 milhões apurada no mesmo período do ano passado.
  • Trisul (TRIS3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 35,5 milhões no segundo trimestre de 2020, alta de 31% em relação ao mesmo período de 2019.
  • Unidas (LCAM3): A companhia reportou lucro líquido de R$ 4 milhões no segundo trimestre deste ano, reduzindo em 95,1% o lucro apurado no mesmo trimestre de 2019.
  • Vale (VALE3): O Conselho de Administração da companhia aprovou a implantação do Projeto Serra Sul 120, que consiste no aumento da capacidade de produção de minério de ferro do S11D em 20 milhões de toneladas ao ano, com investimentos plurianuais de US$ 1,5 bilhão na unidade no Pará.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.