Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.355,12 +0,75% | Bovespa: 103.025 +0,47% | Petróleo WTI: 42,50 +2,14% | USD/BRL: 5.424,50 +0,73%

Os mercados financeiros globais sobem nesta manhã de quarta-feira. Na Ásia as bolsas fecharam sem tendência definida, com o Nikkei em alta de 0,41% e o índice de Shanghai caindo 0,63%. Na Europa as bolsas operam no azul, com o DAX alemão, o CAC francês e o FTSE de Londres subindo respectivamente 0,25%, 0,74% e 1,53%. Nos Estados Unidos o índice futuro S&P aponta para abertura em alta de 0,75%. A economia britânica encolheu um recorde de 20,4% no segundo trimestre, quando as paralisações devido ao coronavírus foram mais duras, na maior contração já informada por qualquer grande economia até agora. Nos Estados Unidos o destaque da agenda é a divulgação da inflação ao consumidor (CPI) de julho. Na agenda doméstica teremos hoje o índice de confiança do empresário industrial em agosto, o indicador antecedente da economia brasileira de julho e o Banco Central divulga os dados semanais de fluxo cambial da primeira semana de agosto. No front corporativo teremos como destaque a divulgação dos balanços de Eletrobras, Ultrapar, Via Varejo, entre outros. No Brasil, os secretários especiais Salim Mattar (Desestatização) e Paulo Uebel (Desburocratização) pediram demissão ontem, e o ministro Paulo Guedes afirmou que houve uma “debandada” da sua equipe, com quatro o número de secretários de Guedes que deixaram o governo nos últimos meses. No cenário macroeconômico, o IBGE divulgou agora pela manhã que vendas no varejo brasileiro no mês de junho avançaram 8,0% na comparação com o mês anterior e 0,5% sobre um ano antes, frente expectativa de alta de 5,40% na comparação mensal e de queda de 3,45% sobre um ano antes.

Empresas e Setores

  • Azul (AZUL4): A companhia fechou acordo com arrendadores para ajustar pagamento de aeronaves, economizando R$ 3,2 bilhões em capital de giro. A companhia estima que a redução com aluguéis de aeronaves será de 77%, ou R$ 566 milhões até o fim de 2021.
  • Banco BMG (BMGB4): O banco elevou a participação aumentou na subsidiária BMG Granito Soluções em Pagamento de 65,01% para 75%, pelo valor de R$ 15 milhões.
  • Banco Inter (BIDI11): O banco anunciou uma renovação de contrato com a seguradora Liberty no valor de R$ 368 milhões, garantindo que a companhia mantenha a exclusividade de venda de produtos de seguros na rede do banco por mais 15 anos.
  • BR Distribuidora (BRDT3): A companhia encerrou o segundo trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 188 milhões, queda de 37,7% na comparação com o resultado reportado no mesmo trimestre de 2019.
  • brMalls (BRML3): A companhia informou que desde o dia 8 de agosto 100% do portfólio voltou a operar de forma simultânea, apesar das restrições de funcionamento.
  • Construção Civil: A construtora Lavvi publicou o cronograma e a faixa indicativa de preços para sua oferta pública inicial de ações (IPO), que pode movimentar cerca de R$ 1,6 bilhão.
  • Construção Civil: Segundo dados divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (Snic), as vendas de cimento no Brasil no mês de julho totalizaram 5,9 milhões de toneladas, alta de 18,9% na comparação anual. No acumulado de sete meses de 2020 as vendas internas de cimento somaram 32,9 milhões de toneladas, aumento de 6,5% ante mesmo período de 2019.
  • EDP Brasil (ENBR3): A companhia anunciou a conclusão do projeto de transmissão Lote 11, no estado do Maranhão, um ano antes do prazo.
  • Educação: Segundo noticiário a Uniasselvi pretende registrar na SEC uma oferta inicial de ações (IPO) entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões.
  • Eletrobras (ELET3): A companhia informou que a subsidiária da Eletronorte, Amazonas GT, estrutura uma captação de R$ 500 milhões para reforçar caixa e informa que dívidas da Amazonas Energia junto à Amazonas GT somam R$ 1,1 bilhão.
  • Eneva (ENEV3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 85,8 milhões no segundo trimestre, ante lucro de R$ 15,8 milhões reportado no mesmo período do ano passado.
  • Eternit (ETER3): A companhia encerrou o segundo trimestre de 2020 com lucro líquido de R$ 12,5 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 29,5 milhões demonstrado no mesmo período do ano passado.
  • Gafisa (GFSA3): A companhia registrou prejuízo de R$ 23,5 milhões no segundo trimestre de 2020, elevando em 85% a perda reportada no mesmo período de 2019.
  • Guararapes (GUAR3): A companhia pretende realizar o lançamento no quarto trimestre deste ano de seu marketplace de varejo, com expectativa de que, até outubro, seja realizada a integração total da operação de logística do braço digital e físico, com um único estoque para as duas operações.
  • Linx (LINX3) e StoneCo: As duas companhias anunciaram uma combinação de negócios de forma que a Stone pagará R$ 6,04 bilhões pela Linx e irá emitir US$ 1 bilhão em novas ações para financiar a aquisição.
  • Linx (LINX3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 2,8 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 77,5% em relação ao mesmo período de 2019.
  • Mahle Metal Leve (LEVE3): A companhia anunciou uma perda de R$ 29,7 milhões em suas operações da Argentina, após verificar uma mudança contábil na recuperabilidade do ativo “‘ágio” como o resultado do aumento do Risco País da Argentina de 9% para 15%.
  • Minerva Foods (BEEF3): O Conselho de Administração da companhia aprovou a homologação do aumento de capital para R$ 968,1 milhões, de R$ 967,9 milhões atuais.
  • Mitre (MTRE3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 9,9 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 37% ante o mesmo período do ano passado.
  • Raia Drogasil (RADL3): A companhia registrou lucro líquido R$ 60,2 milhões no segundo trimestre, queda de 60% em relação ao mesmo período de 2019.
  • Santander (SANB11): O banco anunciou a aquisição de 80% da Gira, fintech de recebíveis do agronegócio.
  • Santos Brasil (STBP3): A companhia registrou prejuízo de R$ 9,4 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo lucro de R$ 6,3 milhões alcançados no mesmo período de 2019.
  • Sinqia (SQIA3): A companhia obteve lucro líquido de R$ 580 mil no segundo trimestre deste ano, revertendo o prejuízo de R$ 3,5 milhões registrado no mesmo trimestre do ano passado.
  • StoneCo: A companhia reportou lucro líquido de R$ 123,6 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 28,1% na base anual.
  • Wilson Sons (WSON33): A companhia apresentou lucro líquido de US$ 5,7 milhões no segundo trimestre deste ano, recuo de 14,1% ante o mesmo intervalo de 2019. A companhia anunciou que Christopher Townsed foi nomeado membro do Conselho de Administração.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.