Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.356,38 +0,48% | Bovespa: 99.230 +0,89% | Petróleo WTI: 36,88 -1,13% | USD/BRL: 5.279,00 -0,87%

Os mercados financeiros globais operam sem tendência definida nesta manhã de sexta-feira. Na Ásia as bolsas fecharam no azul, com o Nikkei japonês subindo 0,74% e o índice de Shanghai em alta de 0,79%, recuperando terreno após uma queda semanal já que os desentendimentos com os Estados Unidos mantiveram os investidores em busca de ativos mais seguros. Na Europa as bolsas negociam em tons mistos, com o DAX alemão em queda de 0,13%, enquanto o CAC francês e o FTSE de Londres sobem, respectivamente, 0,04% e 0,30%. Nos Estados Unidos o índice futuro S&P aponta para abertura em alta de 0,48%. Na agenda no exterior hoje nos Estados Unidos sai a primeira leitura do CPI além de dados semanais da Baker Hughes sobre poços e plataformas de petróleo em atividade. Na Europa saiu a inflação ao consumidor de agosto na Alemanha e a produção industrial de julho no Reino Unido e mais tarde teremos reunião de ministros das finanças da União Europeia. Na agenda doméstica teremos hoje como destaque a divulgação do volume de serviços em julho.

Empresas e Setores

  • Azul (AZUL4): A companhia comunicou que o tráfego de passageiros consolidado no mês de agosto registrou alta de 26,4% em relação ao mês de julho e recuou 68,7% frente ao mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta total aumentou 33,3% na comparação mensal e caiu 65,6% na base anual. A companhia estima espera operar 505 decolagens diárias nos dias de maior demanda no mês de outubro para 89 destinos, com capacidade total no período representando cerca de 55% da oferta de voos apurada em outubro de 2019 e 60% da oferta doméstica, na mesma base de comparação.
  • Braskem (BRKM5): A companhia deu início à produção comercial de polipropileno (PP) em sua nova planta localizada no Estado do Texas, nos Estados Unidos.
  • Cemig (CMIG4): A companhia comunicou que a controlada Gasmig concluiu distribuição de sua nova emissão de debêntures, no montante de R$ 850 milhões.
  • Engie (EGIE3): O Conselho de Administração da companhia aprovou a captação de empréstimos de aproximadamente US$ 100 milhões para investimento em um parque eólico localizado no Nordeste.
  • Nubank: O banco digital anunciou a compra da corretora Easynvest.
  • Oi (OIBR3): A agência de classificação de risco S&P manteve o rating da companhia em escala global em “CC”, com perspectiva negativa, até aprovação dos aditamentos ao plano de recuperação.
  • Petrobras (PETR4): A companhia anunciou a redução nos preços médios do diesel e da gasolina em suas refinarias em 7% e 5%, respectivamente.
  • PetroRio (PRIO3): A companhia iniciou a captação de até US$ 450 milhões no exterior, por meio da emissão de títulos privados de dívida (notes) com vencimento em 2025, conduzida por sua subsidiária em Luxemburgo, e contará com garantias da PetroRio e de outras empresas do grupo.
  • SulAmérica (SULA11): Segundo noticiário o Cade e a ANS avalizaram a operação da companhia de aquisição da operadora de planos de saúde Paraná Clínicas, pelo valor de R$ 396 milhões.
  • Suzano (SUZB3): A companhia precificou a emissão de títulos de dívida no valor de US$ 750 milhões para colocação no mercado internacional e com vencimento em janeiro de 2031 (Notes 2031), com yield de 3,95% ao ano e cupom de 3,75% ao ano, a serem pagos semestralmente.
  • Tecnisa (TCSA3): Segundo noticiário, a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da convocada pelo grupo controlador da companhia, na qual compareceram 45% dos acionistas, obteve 98% de votos à rejeição da continuidade dos estudos para potencial integração de negócios proposta pela Gafisa.
  • Vale (VALE3): O Conselho de Administração da companhia aprovou o pagamento no valor bruto de R$ 2,40 por ação em proventos, dos quais, R$ 1,410 serão pagos na forma de dividendos e R$ 0,99 em juros sobre o capital próprio.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.