Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 3.349,38 +0,14% | Bovespa: 102.960 +0,22% | Petróleo WTI: 41,80 +1,41% | USD/BRL: 5.378,00 -1,22%

Os mercados financeiros globais operam em alta nesta manhã de segunda-feira. Na Ásia as bolsas fecharam sem tendência única, com o Nikkei japonês caindo 0,39% e o índice de Shanghai em alta de 0,75% e nos Estados Unidos o índice futuro S&P aponta para abertura em leve alta de 014%. No país, a eleição presidencial entrou em campo com as crescentes investidas de Trump contra a China e o embate entre democratas e republicanos, na disputa do protagonismo pela ajuda aos desempregados deixados pela crise. Na Europa as bolsas operam no azul, com o DAX alemão, o CAC francês e o FTSE de Londres subindo, respectivamente, 0,09%, 0,40% e 0,33%. No Brasil, os economistas responsáveis pelo Boletim Focus melhoraram mais uma vez a estimativa para o PIB de 2020 (sexta melhora consecutiva) e agora esperam uma retração de 5,62% na economia no ano. Também no front macroeconômico a FGV divulgou que a inflação medida pelo IGP-M passou a subir 1,46% na primeira prévia de agosto, depois de avançar 1,18% no mesmo período do mês anterior, refletindo aceleração dos preços no atacado em meio à alta das commodities. No front corporativo destaque hoje para as divulgações dos números da Cosan, Itaúsa, Eletropaulo, São Martinho e Metalurgica Gerdau.

Empresas e Setores

  • Banco BV: O banco encerrou o segundo trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 222 milhões, resultado 37% abaixo do reportado um ano antes.
  • BR Properties (BRPR3): A companhia anunciou a aquisição do galpão Edifício Cupuaçu, no estado de São Paulo, pelo valor de R$ 17,4 milhões.
  • BRF (BRFS3): A companhia comunicou o pré-pagamento de linhas de financiamento de curto prazo no montante de R$ 965 milhões.
  • CCR (CCRO3): A companhia informou que o tráfego consolidado nas rodovias administradas caiu 1,5% entre os dias 31 de julho e 6 de agosto, contra o mesmo período de 2019.
  • Cielo (CIEL3): A companhia afirmou em comunicado não ter conhecimento sobre motivo de movimentação de ações, após ser questionamento levantado pela CVM.
  • Copel (CPLE6): A companhia aprovou a revisão de orçamento de investimento da Copel Geração e Transmissão, cortando R$ 234,5 milhões, de R$ 865,2 milhões previstos, resultando em um total de R$ 630,7 milhões aplicados em 2020.
  • CVC (CVCB3): A companhia marcou para o dia 4 de setembro a nova data de reabertura das assembleias gerais de debenturistas, suspensas em 3 de julho.
  • Iguatemi (IGTA3): A companhia anunciou a reabertura do Iguatemi Porto Alegre e do Praia de Belas Shopping Center, no estado do Rio Grande do Sul. O Conselho de Administração da companhia aprovou o lançamento do programa de recompra de ações de até 1,50% do total de ações em circulação no mercado.
  • JSL (JSLG3): A companhia anunciou a aquisição da Moreno Holding, dona da Transmoreno Transporte e Logistica, pelo valor de 310 milhões.
  • M. Dias Branco (MDIA3): A companhia registrou lucro líquido de R$ 152,4 milhões no segundo trimestre, alta de 51,5% na comparação anual.
  • Máquina de Vendas: A companhia, dona das varejistas Ricardo Eletro e Insinuante, comunicou que recorreu à recuperação judicial com o objetivo de reestruturar suas operações e adequar passivo, devido à pandemia. A companhia informou que suas dívidas somam, atualmente, cerca de R$ 4 bilhões.
  • Multiplan (MULT3): A companhia retomou as operações do Ribeirão Shopping e do Shopping Santa Úrsula, no estado de São Paulo.
  • Oceana Offshore: A comapnhia pediu para oferta inicial de ações (IPO) na bolsa de valores de São Paulo.
  • Ômega Geração (OMGE3): A agência de classificação de risco Fitch colocou o rating “AA (Bra)” da companhia em observação negativa, após informação de que a Eletrobras aceitou proposta da companhia para a compra do complexo eólico de Chuí, no Rio Grande do Sul.
  • Petrobras (PETR4): A companhia aprovou a hibernação da plataforma de Merluza, localizada em águas rasas na Bacia de Santos. A companhia deu início à fase vinculante da venda de 35% de participação no Campo de Manati, na Bacia de Camamu, no estado da Bahia, além da fase não vinculante para a venda de 100% dos campos do Polo Ceará.
  • Sanepar (SAPR11): A companhia reportou lucro líquido de R$ 284,4 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 22,3% na comparação anual.
  • Saúde: Segundo noticiário a Fundação Lemann, empresas e outras entidades, investirão R$ 100 milhões em uma fábrica no Brasil para produzir a potencial vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e pela farmacêutica AstraZeneca.
  • Smartfit: A companhia divulgou ter encerrado o mês de julho com 402 unidades abertas, do total de 850 em operação.
  • Veículos: Segundo dados divulgados pela Anfavea a produção brasileira carros, comerciais leves, caminhões e ônibus no mês de julho somou 170,3 mil veículos, alta de 73,0% em relação ao volume produzido no mês anterior e 36,2% abaixo do produzido no mesmo mês de 2019. As vendas de veículos em julho atingiram a marca de 174,5 mil unidades, alta de 31,4% sobre junho.
  • Wilson Sons (WSON33): A companhia divulgou que a movimentação de cargas em seus terminais portuários no mês de julho atingiu 101,2 mil TEUs, resultado 16,63% acima do registrado no mesmo mês de 2019.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, jornal Valor Econômico, jornais diversos e relatórios de terceiros.

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.