25 abr

Abertura dos Mercados – 25 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.376,75 +0,28% — Bovespa: 64.970 -0,67% — Petróleo WTI: 49,05 -0,39% — USD/BRL: 3.163,50 +0,97%

Os mercados acionários globais operam em campo positivo nessa manhã de terça-feira, ainda com sentimento otimista depois do primeiro turno das eleições francesas. Na Ásia o Nikkei fechou em alta de 1,08% e Shanghai fechou subindo 0,16% e na Europa o DAX alemão e o FTSE de Londres operam ambos em leve alta de 0,21%. Nos Estados Unidos o índice futuro S&P aponta para abertura em alta de 0,28% e por lá o governo se prepara para divulgar a estrutura do seu plano tributário que visa reduzir a taxa de imposto de renda aplicada aos lucros de empresas. No mercado local, as negociações relativas às reformas da previdência e trabalhista continuam e ontem lideranças do PSB optaram por retirar o apoio às reformas mostrando que o partido caminha para se colocar na oposição ao governo Michel temer. Ontem o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) reforçou que a votação da reforma trabalhista acontecerá essa semana no plenário e que será concluída até o meio da tarde desta quinta-feira. No cenário corporativo destaque de ontem foi o leilão de transmissão de energia que resultou em deságio de 36,5% em relação às receitas máximas estabelecidas pela ANEEL e deverão gerar R$ 12,7 bilhões em investimentos.

Economia

  • Brasil: Segundo dados divulgados pelo Tesouro Nacional, a dívida pública Federal no mês de Março somou R$ 3,23 trilhões, alta de 3,17% ante o registrado no mês de Fevereiro.

 Agenda

  • 11h00 – Estados Unidos: O Conference Board divulga o Índice de Confiança do Consumidor no mês de Abril.
  • 11h00 – Estados Unidos: Serão divulgadas as vendas de casas novas (New Home Sales) do mês de Março.

Empresas e Setores

  • Atacado: Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad) o segmento de atacado no Brasil atingiu faturamento de R$ 250,5 bilhões em 2016, valor que representa um aumento de 6,9% ante o registrado em 2015.
  • Halliburton: A companhia reportou prejuízo de US$ 32 milhões no primeiro trimestre deste ano, 98,6% abaixo do resultado registrado em igual período de 2016.
  • Kimberly Clark: A companhia encerrou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de US$ 563 milhões, alta de 3% ante o registrado em igual trimestre de 2016.
  • Kroton (KROT3): A companhia registrou no 1º trimestre doa no um crescimento de 10% na quantidade de captação de alunos em cursos presenciais, atingindo 112,2 mil inscritos.
  • Natura (NATU3): Segundo noticiário a companhia está na disputa para comprar The Body Shop, franquia de produtos de beleza da L’Oreal.
  • Nextel: Segundo noticiário Francisco Valim deixou o comando da companhia no Brasil.
  • Siderurgia: Segundo dados divulgados pela Worldsteel Association a produção global por aço bruto no mês de Março atingiu 145 milhões de toneladas, 4,6% acima do registrado em Março de 2016. Segundo a Associação, a produção de aço no Brasil atingiu 2,9 milhões de toneladas no mês de Março, alta de 13,7% na comparação com o reportado em igual período de 2016.
  • Tyson Foods: Segundo noticiário a companhia anunciou a compra da Advance Pierre Foods por US$ 4,2 bilhões.
  • Weg (WEGE3): Segundo comunicado a companhia informou que pretende entrar no mercado indiano de energia eólica e pretende fabricar aerogeradores na unidade fabril de Hosur.

 Empresas que divulgam resultado

  • Engie Brasil Energia (EGIE3)
  • Fibria (FIBR3)
  • Lojas Renner (LREN3)

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

24 abr

Abertura dos Mercados – 24 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.372,25 +1,05% — Bovespa: 65.430 +0,02% — Petróleo WTI: 49,59 -0,06% — USD/BRL: 3.126,50 -0,87%

Os mercados acionários globais iniciam a semana em campo positivo, refletindo o sentimento de redução do risco político em torno das eleições francesas. Na Ásia, o Nikkei japonês encerrou o dia com ganhos de 1,37% e o índice de Shanghai fechou em seu pior desempenho em 2017, com baixa de 1,34%. Na Europa, as principais bolsas da região operam em forte alta, refletindo a vitória do candidato centrista Emmanuel Macron no primeiro turno da eleição presidencial francesa realizado ontem. O CAC opera em alta de 4,36%, o DAX avança 3,01% e o FTSE londrino se valoriza 1,36%. Nos Estados Unidos, o futuro do S&P ensaia uma abertura com ganhos de 1,05%, com o foco dos investidores voltado para um possível anúncio do esperado pacote tributário de redução de impostos de Donald Trump ao longo desta semana e para a divulgação na sexta-feira da primeira leitura para o PIB do país no primeiro trimestre de 2017. No Brasil, a semana se inicia sem grandes acontecimentos na agenda de eventos interna. No front político, as atenções se voltam para as movimentações acerca da Reforma Trabalhista, que deverá ser levada à votação na Câmara dos Deputados no decorrer desta semana, e da Reforma da Previdência, que, segundo declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deverá ser votada no plenário da casa somente após o dia 15 do mês de Maio. No cenário macroeconômico, tivemos pela manhã a divulgação do Boletim Focus semanal, reportando como destaque uma melhora na perspectiva para a atividade econômica do país (PIB) neste ano e para a inflação (IPCA) em 2017 e 2018 (mais detalhes abaixo).

Economia

  • Brasil: O Boletim Focus para esta semana reportou que a expectativa para a inflação (IPCA) em 2017 e 2018 foi reduzida para 4,04% e 4,32% (ante 4,06% e 4,39% divulgado na pesquisa anterior, respectivamente). A estimativa para a taxa Selic no final de 2017 e 2018 foi mantida em 8,50% para ambos os anos e para o PIB, é esperado um crescimento de 0,43% em 2017 (ante expectativa de crescimento de 0,40% divulgada na semana anterior) e para 2018 foi mantida a estimativa de crescimento de 2,50%.
  • Brasil: Segundo dados divulgados pela FGV, a inflação do país medida pelo IPC-S desacelerou a alta a 0,31% na terceira quadrissemana do mês de Março, após ter registrado um avanço de 0,34% na leitura anterior.
  • Brasil: Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho o número de demissões no mercado de trabalho formal do país no mês Março superou o número de contratações em 63,6 mil vagas, após um saldo positivo de 35,6 mil novos postos de trabalho no mês de Fevereiro.
  • Reino Unido: As Vendas no Varejo (Retail Sales) do país no primeiro trimestre deste ano recuaram 1,4% ante o reportado nos primeiros três meses de 2016, a maior queda trimestral em sete anos.

Agenda

  • Não serão divulgados indicadores relevantes.

Empresas e Setores

  • Alpargatas (ALPA3): A companhia anunciou que seu Conselho de Administração aprovou a proposta para sua entrada no segmento de Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (B3).
  • Aviação Civil: Segundo dados Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a demanda por transporte aéreo no Brasil no mês de Março avançou 5,9% sobre o mesmo mês de 2016, no primeiro resultado positivo nessa base de comparação em 20 meses. A oferta doméstica de voos em Março registrou alta de 3,98% em igual base de comparação e a taxa de ocupação dos voos no mercado interno avançou 1,44 ponto percentual, para 79,07%.
  • Azul (AZUL4): A companhia informou que concluiu sua Oferta Pública Inicial de ações (IPO) nas bolsas de valores de Nova York (Nyse) e de São Paulo (B3), captando um total de R$ 2,02 bilhões.
  • Carrefour: A companhia informou que obteve lucro líquido de R$ 1,36 bilhão no mercado brasileiro em 2016, 38,4% acima do reportado no ano anterior. Segundo a companhia, o ganho líquido atribuível aos seus acionistas controladores somou R$ 1,17 bilhão no período, uma expansão de 53% frente o resultado registrado em 2015.
  • Comgás (CGAS5): A companhia informou que seu Conselho de Administração aprovou a proposta de aumento de seu Capital Social no valor total de R$ 168,8 milhões.
  • Eztec (EZTC3): A companhia informou, em prévia operacional, que suas vendas líquidas no primeiro trimestre de 2017 somaram R$ 9 milhões, resultado que representa uma retração de 66,7% na comparação com igual trimestre de 2016 e queda de 78,1% ante o registrado no trimestre anterior.
  • General Eletric: A companhia registrou lucro líquido de US$ 619 milhões no primeiro trimestre de 2017, revertendo o prejuízo de US$ 61 milhões obtido em igual período de 2016.
  • M. Dias Branco (MDIA3) & Bunge: Segundo noticiário as duas companhias arremataram, por intermédio do Consórcio Maravilha, a concessão do terminal graneleiro do Porto Organizado do Rio de Janeiro por R$ 1,18 milhão, em leilão realizado pela Antaq na última quinta-feira.
  • Nestlé: A companhia registrou receita de cerca de US$ 21 bilhões no primeiro trimestre deste ano, leve alta de 0,5% ante o reportado em igual trimestre de 2016.
  • Nubank: Segundo noticiário a startup registrou prejuízo de R$ 122 milhões em 2016, aumento o prejuízo de R$ 32,7 milhões reportado em 2015. A receita operacional da companhia no acumulado de 2016 somou R$ 77,09 milhões, ante R$ 10,4 milhões registrada no ano anterior.
  • Petrobras (PETR4): A companhia aumentou na última sexta-feira o preço médio do diesel nas refinarias em 4,3% e o da gasolina em 2,2%.
  • Siderurgia: Segundo projeção da Worldsteel Association a demanda global por aço bruto em 2017 deverá crescer 1,3% ante o registrado em 2016, com destaque para a estimativa de um crescimento de 3,5% na demanda pela commodity nas Américas Central e do Sul neste ano.
  • Tok&Stok: Segundo noticiário Luiz Fazzio assumirá o cargo de presidente da companhia, em substituição à Ghislaine Dubrule, que irá para o Conselho de Administração da empresa.
  • Totvs (TOTS3): A companhia comunicou que seus acionistas aprovaram a distribuição e o pagamento dividendos referentes ao exercício de 2016 no montante total de R$ 7,37 milhões, correspondendo à proporção de R$ 0,04 por ação.
  • Vale (VALE5): A agência de classificação de risco S&P revisou a perspectiva do rating global da companhia de estável para positiva.
  • Volkswagen: Segundo noticiário a companhia terá de pagar US$ 2,8 bilhões em multa nos Estados Unidos em decorrência da manipulação de testes de emissões de gases no país.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

 

20 abr

Abertura dos Mercados – 20 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.341,00 +0,31% — Bovespa: 65.685 +0,71% — Petróleo WTI: 52,42 +0,02% — USD/BRL: 3.140,00 -0,55%

Os mercados financeiros globais operam com viés otimista nesta manhã de quinta-feira. Na Ásia, o Nikkei japonês encerrou o dia estável e o índice de Shanghai fechou com leve alta de 0,06%. Na Europa, o DAX alemão opera com ganhos marginais de 0,05% enquanto o FTSE londrino avança 0,04%. Nos Estados Unidos, o futuro do S&P ensaia uma abertura com uma valorização de 0,31%, refletindo o otimismo com a divulgação do Livro Bege (Beige Book) pelo Federal Reserve na tarde de ontem, reforçando a percepção de que a economia do país se aproxima do pleno emprego, assim como sugerido pelos dados de mercado de trabalho mais recentes. No Brasil, o destaque no noticiário político fica por conta da aprovação na Câmara dos Deputados do regime de urgência para a votação da reforma trabalhista, um dia após o pedido ter sido rejeitado pelo plenário da casa. No âmbito da Reforma da Previdência, o parecer do relator Arthur Maia será levado à votação no próximo dia 02 de Maio, após o acordo firmado entre os deputados da base aliada do Governo e a oposição. No front macroeconômico, o IBGE divulgou agora pela manhã o IPCA-15 do país no mês de Abril, que veio com alta de 0,21% no mês, na menor taxa para um mês de Abril desde 2006. Tivemos ainda a divulgação do monitor do PIB do país pela FGV, indicando uma alta de 0,78% na produção nacional no mês de Fevereiro, na comparação com o registrado no mês anterior.

Economia

  • Brasil: Segundo dados divulgados pelo IBGE, a inflação do país medida pelo IPCA-15 registrou um avanço de 0,21% ante o mês anterior, acumulando uma alta de 1,22% nos últimos 12 meses, abaixo dos 3,32% registrado em igual período do ano anterior.
  • Brasil: Segundo dados divulgados pela Fipe, o IPC da cidade de São Paulo acelerou a alta a 0,43% na segunda quadrissemana do mês de Abril, após ter reportado alta de 0,31% na leitura anterior.

 Agenda

  • 11h00 – Brasil: A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga seu Indicador de Custos Industriais referentes ao quarto trimestre de 2016.
  • 11h00 – Estados Unidos: O Conference Board divulga o Índice de Indicadores Antecedentes do país no mês de Março.

Empresas e Setores

  • Energia: Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a carga de energia do Sistema Interligado Nacional no mês de Março cresceu 2,5% na comparação com igual mês do ano anterior, na terceira alta consecutiva.
  • Estácio (ESTC3): A companhia anunciou que seu Conselho de Administração aprovou o pagamento aos seus acionistas no valor de R$ 87,42 milhões, sob a forma de dividendos referentes ao ano de 2016, correspondendo à proporção de R$ 0,28 por ação.
  • Fras-le (FRAS3): A companhia comunicou que sua receita líquida consolidada no mês de Março atingiu R$ 66,0 milhões, representando uma queda de 8,3% ante a receita reportada em igual mês de 2016.
  • Guararapes (GUAR3): A companhia anunciou que iniciará o pagamento de Juros Sobre o Capital Próprio aos seus acionistas na proporção bruta de R$ 1,39 por ação ordinária e R$ 1,52 por ação preferencial.
  • Heineken: A companhia registrou lucro líquido de € 293 milhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 11% na comparação com o lucro reportado em igual trimestre de 2016.
  • Hypermarcas (HYPE3): A companhia anunciou que seu Conselho de Administração aprovou o pagamento aos seus acionistas de R$ 31,79 milhões, sob a forma de dividendos adicionais relativos ao ano de 2016, correspondendo à proporção de R$ 0,05 por ação.
  • JBS (JBSS3): A companhia informou que retomará na próxima semana os abates em seis dos dez frigoríficos bovinos que haviam paralisados suas operações no início do mês de Abril.
  • O Boticário: Segundo noticiário a holding Cálamo, responsável pela distribuição comercial por atacado, internet e exportação das empresas do grupo O Boticário encerrou o ano de 2016 com lucro líquido de R$ 414,9 milhões, 15% abaixo do resultado registrado no ano anterior.
  • Randon (RAPT4): A companhia divulgou que obteve receita líquida consolidada de R$ 245,4 milhões no mês de Março deste ano, queda de 10,1% na comparação com a receita registrada em igual mês de 2016. No acumulado do primeiro trimestre deste ano a receita líquida da companhia totalizou R$ 579,7 milhões, 21,1% abaixo do registrado em igual trimestre do ano anterior.
  • Usiminas (USIM5): A companhia registrou lucro líquido atribuível a seus controladores de R$ 88,9 milhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo prejuízo de R$ 152,8 milhões registrado nos primeiros três meses de 2016.
  • Vale (VALE5): A companhia informou que sua produção de minério de ferro no primeiro no primeiro trimestre de 2017 atingiu 86,2 milhões de toneladas, 11,2% acima do registrado em igual período de 2016.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

 

19 abr

Abertura dos Mercados – 19 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.345,25 +0,34% — Bovespa: 65.420 +0,61% — Petróleo WTI: 52,42 +0,02% — USD/BRL: 3.122,50 +0,25%

As principais praças acionárias ao redor do mundo operam em tom positivo nesta manhã de quarta-feira. Na Ásia, o Nikkei japonês fechou com leve alta de 0,07% e o índice de Shanghai encerrou o dia com perdas de 0,79%. Na Europa, o DAX alemão opera com ganhos de 0,10% e o FTSE londrino cede 0,40%, em dia em que as atenções dos investidores da região se voltam para o Parlamento do Reino Unido, onde será votada a proposta feita ontem pela primeira-ministra britânica, Theresa May, sugerindo a antecipação das eleições gerais no país. No Estados Unidos, o futuro do S&P aponta para uma abertura com ganhos de 0,34%, em dia em que o grande destaque da agenda de eventos do país fica por conta da divulgação do Livro Bege (Beige Book) pelo Federal Reserve. No Brasil, a Câmara dos Deputados aprovou ontem, após sucessivos adiamentos, o texto-base do projeto de lei que cria o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados (RRF), que seguirá agora para votação no Senado. Para hoje, é esperado que o deputado Arthur Maia, relator da Reforma da Previdência na Câmara, leia seu parecer sobre o texto original apresentado pelo Governo. Pela manhã, a Polícia Federal deflagrou uma nova operação nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e em outros 4 estados da Federação, visando investigar suspeita de fraude na aquisição das ações do Banco Panamericano pela Caixa Participações. No front macroeconômico, a FGV divulgou agora pela manhã a segunda prévia do IGP-M no mês de Abril, com queda de 0,99% ante o reportado em igual leitura do mês anterior.

Economia

  • Zona do Euro: Segundo dados divulgados pela agência Eurostat o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) da região desacelerou a alta a 1,5% no mês de Março, após ter registrado um avanço de 2,0% no mês de Fevereiro.

 Agenda

  • 11h00 – Brasil: A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) referente ao mês de Abril.
  • 15h00 – Estados Unidos: O Federal Reserve divulga o Livro Bege (Beige Book).
  • 20h50 – Japão: Será divulgada a Balança Comercial do país no mÊs de Março.

Empresas e Setores

  • AES Tietê e Renova (RNEW11): Segundo noticiário a AES Tietê celebrou contrato junto à Renova Energia para a compra do complexo eólico Alto Sertão II por cerca de R$ 600 milhões.
  • Anima (ANIM3): A companhia comunicou que seu Conselho de Administração aprovou um novo Programa de Recompra de até 2,6 milhões de ações ordinárias de emissão da companhia, representando 10% de seu total de ações em circulação.
  • Bradesco (BBDC4): O banco anunciou que recebeu aprovação do Banco Central para um aumento de capital no valor de R$ 8 bilhões, através de uma bonificação de 10% em ações aos seus acionistas.
  • Casino: A companhia informou, em caráter preliminar, que suas vendas no primeiro trimestre deste ano somaram € 9,3 bilhões, 11,6% acima do registrado em igual trimestre de 2016.
  • Construção Civil: Segundo dados divulgados pelo Sinduscon-SP o setor de construção civil do país fechou 14,07 mil vagas no mês de Fevereiro, resultado que representa uma queda de 13,95% no nível de emprego do mês na comparação com igual período de 2016.
  • Fibria (FIBR3): A companhia informou que elevará em US$ 40,00 o preço de sua celulose comercializada na América do Norte e Europa e em US$ 20,00 para o mercado asiático, a partir do dia 1° do mês de Maio.
  • IBM: A companhia registrou lucro líquido de US$ 1,75 bilhão no primeiro trimestre deste ano, queda de 13,1% em relação ao resultado obtido nos primeiros três meses de 2016.
  • Indústria: Segundo dados divulgados pela Fiesp a indústria paulista contratou 9,5 mil postos de trabalho no mês de Março, alta de 0,45% na comparação com o nível de emprego no setor no mês de Fevereiro e uma queda de 4,78% ante o reportado em igual mês de 2016.
  • Johnson & Johnson: A companhia reportou lucro líquido de US$ 4,4 bilhões no primeiro trimestre de 2017, queda de 0,8% na comparação com o resultado obtido em igual período do ano passado.
  • L’Oréal: A companhia informou que suas vendas no primeiro trimestre deste ano somaram € 7,05 bilhões, alta de 7,5% ante o reportado em igual intervalo de 2016.
  • Varejo: Segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), a receita de vendas do comércio varejista do país no mês de Março registrou retração de 1,9% em relação ao mesmo mês de 2016.
  • Volkswagen: Segundo divulgado pelo Sindicato de Metalúrgicos, a companhia concedeu férias coletivas até o início de Maio para 3,6 mil trabalhadores de sua fábrica situada em Taubaté.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

18 abr

Abertura dos Mercados – 18 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.338,75 -0,27% — Bovespa: 64.935 -0,86% — Petróleo WTI: 52,36 -0,55% — USD/BRL: 3.112,50 +0,16%

Os mercados acionários globais operam com viés de baixa nesta manhã de terça-feira. Na Ásia, o Nikkei japonês encerrou o dia com uma leve valorização de 0,35%, enquanto o índice de Shanghai fechou com perdas de 0,79%. Na Europa, os investidores da região retornam do feriado prolongado de Páscoa atentos ao primeiro turno da eleição presidencial da França no próximo domingo. Na Alemanha, o DAX opera em queda de 0,62% e em Londres o FTSE cede 1,80%, em meio à repercussão acerca da declaração realizada pela primeira ministra do país, Theresa May, desejando a antecipação das eleições para o parlamento do país para o próximo dia 08 de Junho, visando o aumento do apoio no parlamento no que tange a aprovação das medidas necessárias para o Brexit. Nos Estados Unidos, o futuro do S&P aponta para uma abertura com perdas de 0,27%, em dia em que será conhecida a produção industrial do país no mês de Março. No Brasil, o Supremo Tribunal Federal anunciou ontem a criação de um “grupo de assessoria especializada” visando a celeridade e prioridade aos processos da Lava-Jato no tribunal. No Congresso, merecem destaque as leituras dos pareceres dos relatores das reformas trabalhista e da previdência, assim como a expectativa sobre a realização da votação do projeto de lei de recuperação fiscal dos Estados na Câmara dos Deputados. No front macroeconômico, tivemos a divulgação agora pela manhã da ata da última reunião de política do Banco Central, (Copom), reportando que a aceleração do ritmo de corte da taxa Selic mostrou-se adequada e que novos cortes na Selic serão condicionados à aprovação da reforma da Previdência e de um consequente equilíbrio fiscal nas contas do Governo Federal.

Economia

  • Não tivemos divulgação de indicadores relevantes.

 Agenda

  • 10h15 – Estados Unidos: Será divulgada a Produção Industrial do país no mês de Março.
  • 11h00 – Brasil: A Fiesp divulga sua Pesquisa de Nível de Emprego para o mês de Março.

Empresas e Setores

  • Cyrela (CYRE3): A companhia informou que suas vendas líquidas no primeiro trimestre deste ano somaram R$ 520 milhões, queda de 4,3% sobre o resultado registrado no mesmo período do ano passado.
  • Even (EVEN3): A companhia informou em prévia operacional que seus lançamentos no primeiro trimestre deste ano, somaram R$ 418 milhões em Valor Geral de Vendas (VGV), alta de 226% ante o reportado em igual trimestre de 2016. As vendas da companhia nos primeiros três meses do ano atingiram R$ 211 milhões, resultado 33% menor do que o registrado em igual período do ano passado.
  • Localiza (RENT3): A companhia informou que seu Conselho de Administração aprovou uma nova emissão de debêntures no valor de R$ 700 milhões, com a finalidade da utilização dos recursos para a recomposição de caixa da companhia.
  • MRV (MRVE3): A companhia divulgou que seus lançamentos no primeiro trimestre deste ano somaram R$ 1,21 bilhão em Valor Geral de Vendas, alta de 24,5% na comparação com o registrado em igual trimestre de 2016. As vendas líquidas da companhia no primeiro trimestre deste ano somaram R$ 1,3 bilhão, um aumento de 7,0% na comparação com igual período do ano anterior.
  • Petrobras (PETR4): Segundo noticiário a 2ª Vara da Justiça Federal de Sergipe concedeu liminar suspendendo a venda feita da participação da companhia no bloco exploratório BM-S-8, na Bacia de Santos, à petrolífera norueguesa Statoil.
  • Siderurgia: Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda) a comercialização de aço plano por distribuidores do Brasil no mês de Março atingiu 254 mil toneladas, 12,8% abaixo do reportado em igual mês de 2016 e alta de 2,1% na comparação com o mês de Fevereiro. No acumulado do primeiro trimestre deste ano, as vendas dos distribuidores de aço plano do país somaram 708,3 mil toneladas, queda de 8,7% sobre o reportado no mesmo período de 2016.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

 

17 abr

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.331,25 +0,16%  — Bovespa: 64.080 +0,47% — Petróleo WTI: 53,06 -0,23% — USD/BRL: 3.120,50 -1,07%

Os mercados financeiros operam com viés otimista neste início de semana, em dia sem grandes acontecimentos relevantes na agenda de eventos global. Na Ásia, o Nikkei japonês encerrou o dia com ganhos de 0,11% e o índice de Shanghai fechou em queda de 0,75%, com os investidores da região atentos ao aumento das tensões causadas pelos eventos geopolíticos na Península Coreana, ofuscando a divulgação de indicadores econômicos chineses acima do esperado. Na Europa, os principais mercados da região não operam em função do feriado de Páscoa e nos Estados Unidos, o futuro do S&P ensaia uma abertura com uma valorização de 0,16%, em dia sem divulgações relevantes na agenda macroeconômica do país e com os investidores à espera da divulgação do Livro Bege (Beige Book) pelo Federal Reserve na quarta-feira. No Brasil, segue repercutindo no noticiário local a divulgação o pedido de abertura de inquérito realizado pelo ministro do STF, Edson Fachin, contra políticos com supostos envolvimentos em casos de corrupção no âmbito da Operação Lava-Jato. Em Brasília, o presidente Michel Temer se reuniu ontem com sua base aliada para discutir a reforma da Previdência, cuja proposta deverá ser apresentada amanhã na Câmara dos Deputados. No front macroeconômico, a semana encurtada por mais um feriado prolongado trará como destaques a divulgação da ata da última Reunião de Política do Banco Central, amanhã, e o IPCA-15 do mês de Abril na quinta-feira. Hoje pela manhã, o Banco Central divulgou os dados do mês de Fevereiro para o seu Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado a prévia para o PIB do país no período, com alta de 1,31% ante o registrado no mês anterior, acima do projetado pelo mercado. Tivemos ainda a divulgação do IGP-10 do mês de Abril, com queda de 0,76% na comparação mensal, impactado pelo forte recuo de 3,43% nos preços do produtos agropecuários no atacado.

Economia

  • Brasil: O Boletim Focus para esta semana reportou que a expectativa para a inflação (IPCA) em 2017 e 2018 foi reduzida para 4,06% e 4,39% (ante 4,09% e 4,46% divulgado na pesquisa anterior, respectivamente). A estimativa para a taxa Selic no final de 2017 e 2018 foi mantida em 8,50% para ambos os anos. Para o PIB, é esperado um crescimento de 0,40% em 2017 (ante expectativa de crescimento de 0,41% divulgada na semana anterior) e para 2018 foi mantida a estimativa de crescimento de 2,50%.
  • Brasil: Segundo dados divulgados pela FGV, a inflação do país medida pelo IGP-10 recuou 0,76% no mês de Abril, após subir 0,05% no mês anterior.
  • China: O PIB do país no primeiro trimestre deste ano registrou crescimento de 6,9% ante o reportado em igual trimestre do ano anterior, levemente acima do esperado pelos analistas e o maior patamar de crescimento em dois anos.

Agenda

  • Não teremos divulgações de indicadores relevantes.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) as exportações de carne suína realizadas pelo Brasil no mês de Março totalizaram 63,2 mil toneladas, queda de 3,7% ante o reportado em igual mês de 2016. No acumulado do primeiro deste de 2017 a exportações do setor de suínos no país registraram alta de 8,7% na comparação anual.
  • Citigroup: O banco anunciou que obteve lucro de US$ 4,09 bilhões no primeiro trimestre de 2017, alta de 17% ante o lucro reportado em igual trimestre de 2016.
  • Cnova: A companhia informou que obteve receita líquida de € 472 milhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 1,4% com relação ao resultado reportado em igual trimestre de 2016. O Valor Total de Mercadorias Vendidas (GMT) da companhia no trimestre somou € 770,4 milhões, 5,2% acima do registrado em igual período do ano anterior.
  • Construção Civil: Segundo dados da Abramat as vendas de materiais de construção no país no mês de Março reportaram queda de 6,5% na comparação com o registrado em igual mês de 2016, acumulando uma retração de 6,3% nos primeiros três meses deste ano e de 9,1% nos últimos 12 meses.
  • Petrobras (PETR4): A companhia informou que sua produção média de petróleo no Brasil no mês de Março atingiu 2,12 milhões de barris por dia (bpd), volume 3,0% inferior ao registrado no mês anterior. A produção nacional de gás natural da companhia no terceiro mês deste ano também recuou 3,0% ante o mês anterior, atingindo 77,7 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d).
  • Triunfo (TPIS3): A companhia divulgou que o tráfego de veículos pagantes nas rodovias sob sua concessão no primeiro trimestre deste ano atingiu 45 milhões de veículos, queda de 2,6% ante o registrado em igual trimestre de 2016.
  • Via Varejo (VVAR3): A companhia informou que obteve faturamento líquido de R$ 5,99 bilhões no primeiro trimestre de 2017, resultado equivalente a uma alta de 2,2% na comparação com o registrado em igual intervalo de 2016. A operação on-line da companhia nos primeiros três meses do ano somou R$ 1,10 bilhão, 5,7% abaixo do reportado em igual trimestre de 2016, enquanto as vendas em lojas físicas atingiram R$ 4,89 bilhões, alta de 4,2% ante o registrado no primeiro trimestre do ano passado.
  • Wells Fargo: O banco reportou lucro líquido de US$ 5,06 bilhões no trimestre encerrado em 31 de Março deste ano, leve queda de 0,58% na comparação com o resultado obtido no mesmo intervalo de 2016.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

13 abr

Abertura dos Mercados – 13 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.336,25 -0,19% — Bovespa: 64.615 -0,63% — Petróleo WTI: 53,27 +0,30% — USD/BRL: 3.138,50 -0,03%

Os mercados financeiros globais encerram a semana em campo negativo. Na Ásia, o Nikkei japonês fechou o dia em queda de 0,68% e o índice de Shanghai encerrou com leve alta de 0,07%. NA Europa, o DAX alemão cede 0,34% e o FTSE londrino opera com perdas de 0,48% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P ensaia uma abertura com uma desvalorização de 0,19%, com investidores do país digerindo os comentários do presidente Donald Trump de que o dólar americano está ficando “demasiadamente forte” e que preferiria que o Federal Reserve mantivesse as taxas de juros do país em baixa, alegando dificuldade em competir comercialmente com países desvalorizam suas moedas. No Brasil, a grande repercussão no noticiário local gira acerca da decisão do Supremo Tribunal Federal em liberar o conteúdo das delações que deram origem a mais de 70 inquéritos contra políticos no âmbito da Operação Lava-Jato. No front macroeconômico, o destaque do noticiário fica por conta do anúncio realizado na noite de ontem pelo Banco Central, em caráter unânime e consoante às expectativas do mercado, de um corte 1,0 ponto percentual na taxa básica de juros do país (Selic), que atinge agora o patamar de 11,25% a.a. No comunicado que sucedeu o anúncio da decisão, o Comitê de Política Monetária (Copom) atualizou seu cenário e balanço de riscos, destacando sua visão de que a atividade econômica do país se estabilizou no curto prazo e que houve consolidação da desinflação dos itens mais sensíveis ao ciclo econômico.

Economia

  • Brasil: Segundo dados divulgados pelo relatório Prisma Fiscal do Ministério da Fazenda a projeção para o déficit primário do Governo Central neste ano é de R$ 147,1 bilhões, contra R$ 149,6 bilhões projetado no relatório anterior e acima dos R$ 139 bilhões estipulado pelo Governo Federal. Para o próximo ano, é esperado um déficit de R$ 123,6 bilhões, acima da estimativa divulgada no relatório do mês anterior e da meta de déficit de R$ 129 bilhões estipulada pelo Governo.
  • Brasil: Segundo dados divulgados pelo IBGE o volume do setor de serviços do país avançou 0,7% no mês de Fevereiro com relação ao reportado em igual mês de 2016 e registrou queda de 5,1% ante o mês de Janeiro.

Agenda

  • 10h30 – Reino Unido: O Conference Board divulga o Índice de Indicadores Antecedentes no mês de Abril.
  • 11h00 – Estados Unidos: A Universidade de Michigan divulga a leitura final do Índice de Confiança do Consumidor no mês de Abril.

Empresas e Setores

  • Carrefour: A companhia registrou vendas de € 21,3 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 6,2% acima do reportado em igual período de 2016. No Brasil, as vendas da companhia no período somaram € 3,7 bilhões, alta de 37,6% na comparação anual.
  • Direcional Engenharia (DIRR3): A companhia anunciou que suas vendas líquidas no primeiro trimestre deste ano atingiram um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 134 milhões, alta de 13% na comparação com o registrado em igual intervalo do ano anterior.
  • Embraer (EMBR3): O Conselho de Administração da companhia aprovou o pagamento de dividendos referentes ao exercício de 2016 no valor de R$ 74,9 milhões, na proporção de R$ 0,10 por ação.
  • Grupo Pão de Açúcar (PCAR4): A companhia informou que sua divisão alimentar obteve receita líquida de R$ 10,5 bilhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 9,5% na comparação com o registrado em igual trimestre de 2016.
  • JP Morgan: O banco registrou lucro de US$ 6,4 bilhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 16,8% ante o reportado em igual trimestre de 2016.
  • Netshoes: A companhia captou ontem US$ 148,5 milhões com sua estreia na Bolsa de Valores de Nova York, em linha com o esperado.
  • Petrobras (PETR4): A companhia informou que estima uma geração de R$ 31 bilhões em receitas para a União entre os anos de 2020 e 2025, decorrentes da produção na área de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos.
  • Raia Drogasil (RADL4): A companhia anunciou que realizará a mudança de sua marca corporativa para RD – Gente, Saúde e Bem-estar.
  • Transporte & Logística: Segundo dados divulgados pela Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF) o volume de cargas transportadas no Brasil em 2016 atingiu 340 bilhões de toneladas por quilômetro útil (TKU), alta de 2,2% na comparação com o registrado em 2015.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.

12 abr

Abertura dos Mercados – 12 – Abril – 2017

Abertura dos Mercados – Futuros e Commodities: S&P-500: 2.346,00 -0,21% — Bovespa: 65.235 -0,68% — Petróleo WTI: 53,53 +0,24% — USD/BRL: 3.152,00 -0,06%

Os mercados acionários globais operam em tom pessimista nesta manhã de quarta-feira. Na Ásia os principais mercados da região encerraram o dia em campo negativo, em meio ao aumento da preocupação decorrente do anúncio da Coreia do Norte sobre um possível ataque nuclear contra os Estados Unidos. Na China, o índice de Shanghai fechou em queda de 0,46% e no Japão, o índice Nikkei encerrou o dia com perdas de 1,04%, em seu menor nível desde o mês de Dezembro de 2016. Na Europa, o DAX alemão opera em alta de 0,15% e o FTSE londrino cede 0,13%, com os investidores da região digerindo o discurso da diretora do FMI, Christine Lagarde, contra o aumento do protecionismo no comércio exterior global. Nos Estados Unidos, o futuro do S&P ensaia uma abertura com uma desvalorização de 0,21%, em dia em que será conhecido o resultado fiscal do país no mês de Março. No Brasil, repercute no noticiário político a autorização da abertura de inquéritos contra oito ministros do governo Michel Temer, 24 senadores e quatro dezenas de deputados, entre outras autoridades, pelo relator da Lava Jato no Supremo, Edson Fachin. No front macroeconômico, o grande destaque do dia fica por conta do desfecho da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, trazendo após o fechamento do mercado local a decisão do colegiado sobre a taxa básica de juros do país (Selic).

Economia

  • Brasil: Segundo dados divulgados pelo IBGE as vendas no varejo do país nomes de Fevereiro recuaram 0,2% ante o registrado no mês anterior e 3,2% na comparação com o registrado em igual mês de 2016.
  • Estados Unidos: O Departamento do Trabalho do país anunciou que foram ofertadas 5,7 milhões de vagas no setor privado do norte-americano, 118 mil vagas acima do registrado no mês anterior e acima do esperado pelos analistas.

Agenda

  • 15h00 – Estados Unidos: Será divulgado o Balanço Orçamentário Federal no mês de Março.
  • 18h00 – Brasil: O Banco Central divulga sua decisão sobre a taxa básica de juros do país (Selic).
  • 22h30 – China: Será divulgada a Balança Comercial do país no mês de Março.

Empresas e Setores

  • Agronegócio: Segundo estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) safra nacional de grãos em 2016/17 atingirá 227,9 milhões de toneladas, 22,1% acima do reportado na temporada 2015/16.
  • Cemig (CMIG3): A companhia registrou prejuízo de R$ 299 milhões no quarto trimestre de 2016, revertendo lucro líquido de R$ 566 milhões reportado em igual período do ano anterior. No acumulado de 2016 a companhia obteve lucro líquido de R$ 335 milhões, 86,0% abaixo do resultado entregue em 2015.
  • Delta Airlines: A companhia reportou lucro líquido de US$ 603 milhões no primeiro trimestre deste ano, 36,3% abaixo do resultado registrado no trimestre anterior.
  • Latam Brasil: A companhia registrou prejuízo consolidado de R$ 154,1 milhões no exercício de 2016, reduzindo o prejuízo de R$ 1,32 bilhão obtido no acumulado do ano anterior.
  • Rodobens (RDNI3): A companhia informou que suas vendas líquidas no somaram R$ 58,0 milhões primeiro trimestre deste ano, queda de 22,7% ante o reportado em igual período de 2016.
  • Tok&Stok: A companhia informou que obteve lucro líquido de R$ 10,7 milhões em 2016, resultado cerca de 75% abaixo do registrado no acumulado de 2015.

Fontes: Bloomberg, Thomson Reuters, Jornal Valor Econômico e relatórios de terceiros

Esta mensagem e seus anexos podem conter informações confidenciais ou privilegiadas. Se você não é o destinatário dos mesmos você não está autorizado a utilizar o material para qualquer fim. Solicitamos que você apague a mensagem e avise imediatamente ao remetente. O conteúdo desta mensagem e seus anexos não representam necessariamente a opinião e a intenção da empresa, não implicando em qualquer obrigação ou responsabilidade por parte da mesma. As análises refletem única e exclusivamente as opiniões pessoais dos analistas responsáveis e são elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Capital Investimentos. As estimativas e previsões de eventos são baseadas em informações públicas e em fontes que julgamos dignas de crédito, embora sua precisão e completude não possam ser garantidas. Ocasionalmente, executivos ou funcionários da Capital Investimentos podem, de acordo com o permitido por lei, possuir uma posição, ou de outra maneira estarem interessados em transações com ativos direta ou indiretamente relacionados com este relatório. Rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Este relatório não constitui uma recomendação de compra ou venda e destina-se apenas a fomentar o debate de ideias. O utilizador aceita que o conteúdo, erros ou omissões não podem ser fundamentos para qualquer reclamação ou ação legal. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo e não devem ser consideradas como uma oferta de aquisição de cotas dos fundos de investimentos. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura,  sempre leia o prospecto e o regulamento antes de investir.